OMS aprova uso da vacina da Johnson contra a Covid-19

Imunizante de dose única passa por testes no país; Ministério da Saúde anunciou compra de 38 milhões de doses para 2º semestre

A OMS (Organização Mundial da Saúde) concedeu, nesta sexta-feira (12), a aprovação emergencial à vacina Janssen, de dose única, da farmacêutica americana Johnson&Johnson. “Cada novo instrumento, seguro e eficaz, contra a covid-19 é mais um passo para controlar a pandemia”, comentou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

A vacina da Johnson é administrada em dose única d(Foto: Divulgação/gov.br)

A OMS já havia aprovado a vacina da Pfizer, assim como a de Oxford. Essas duas vacinas exigem duas doses e a Pfizer só pode ser armazenada em temperaturas ultrafrias. Por sua vez, o imunizante da Johnson pode ser guardado em geladeira.

Com a aprovação, a vacina poderá integrar o programa Covax, criado pela OMS, a Aliança para Vacinas (GAVI) e a Coalizão para Inovação em Preparação para Epidemias (CEPI), que distribuem vacinas a países em desenvolvimento.

Anúncio