Príncipe Harry pode ficar em prisão domiciliar durante visita ao Reino Unido

Coroa britânica não vai financiar a segurança do duque devido ao seu desligamento da realeza em 2020

Gales – O príncipe Harry pode ser forçado a ficar preso dentro de casa durante sua passagem pela Inglaterra para a coroação de seu pai, Charles 3º, marcada para o dia 6 de maio.

A reclusão acontecerá pois ele não dispõe de permissão para ter segurança financiada pela coroa, devido à sua saída do Reino Unido e dos trabalhos da realeza.

(Foto: Reprodução Instagram @sussexroyal)

O duque de Sussex só poderá deixar Frogmore Cottage, mansão situada dentro do Castelo de Windsor, para participar dos principais eventos da coroação. Harry terá proteção ao participar do acontecimento, como ocorreu no funeral da rainha Elizabeth 2ª, no ano passado.

Dai Davies, ex-chefe de proteção real da polícia metropolitana, disse ao tabloide britânico Mirror  que, “se Harry está tão preocupado com sua segurança quanto deixou claro para o Tribunal Superior, então ele enfrenta a perspectiva de viver essencialmente em prisão domiciliar”.

O especialista em segurança acrescentou que o príncipe será protegido por policiais quando comparecer aos principais eventos, mas, se quiser fazer qualquer outra coisa, terá que pagar pela própria segurança.

Harry e a mulher dele, Meghan Markle, deixaram o cargo de membros sêniores da realeza em janeiro de 2020. As principais razões foram desavenças com o Palácio de Buckingham e a irritação com a invasão da mídia. Desde então, o casal mora na Califórnia, nos Estados Unidos.

Anúncio