Proteção da Amazônia diminui com governo Bolsonaro, expõe New York Times

Sob o título ‘Destruição da Floresta Amazônica Acelera’ e com manchete na primeira página, a matéria revisita decisões do presidente, bem como as críticas que ele fez a dados de desmatamento

São Paulo – O jornal americano New York Times destacou em reportagem publicada neste domingo (28), a política ambiental do governo de Jair Bolsonaro.

Sob o título “Destruição da Floresta Amazônica Acelera” e com manchete na primeira página, a matéria revisita decisões do presidente, bem como as críticas que ele fez a dados de desmatamento.

“Bolsonaro rejeitou os novos dados sobre o desmatamento, chamando-os de ‘mentira’ – uma afirmação que os especialistas chamam de infundada. Durante uma reunião com jornalistas internacionais na semana passada, o presidente classificou a preocupação com a Amazônia como uma forma de ‘psicose ambiental’ e argumentou que seu uso não deve ser para estrangeiros”, destaca o texto, ao se referir à opinião do presidente sobre números divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

A matéria também lembra que Bolsonaro prometeu flexibilizar regras ambientais (Foto: Divulgação)

O Inpe está no centro da polêmica do governo Bolsonaro desde que apontou o aumento do desmatamento na primeira quinzena de julho, quando comparado com igual mês de 2018.

A matéria também lembra que Bolsonaro prometeu flexibilizar regras ambientais e cortou o orçamento do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O texto ainda cita a multa aplicada ao então deputado federal pelo Rio de Janeiro por pesca em protegida.