Repórter usa ‘camisinha’ para proteger microfone de furacão nos EUA

Furacão Ian provoca um rastro de destruição em sua passagem pelo país

Estados Unidos – A repórter Kyla Galer encontrou uma maneira inusitada de proteger o seu microfone enquanto fazia uma matéria sobre o furacão Ian na Flórida, nos Estados Unidos. Ela cobriu o aparelho com uma camisinha.

Repórter Kyla Galer usa camisinha para proteger microfone durante furacão. (Foto: Reprodução / Twitter)

“Muita gente está me perguntando o que é isso no meu microfone. É exatamente o que você está pensando: um preservativo. Ele ajuda a proteger o microfone, já que você não pode molhá-lo”, justificou a repórter.

“Tem um vento forte e muita chuva, então você tem que fazer o que precisa fazer: colocar uma camisinha no microfone”, completou.

Na tarde e noite desta quarta-feira (28), o furacão Ian atingiu fortemente o estado da Flórida, nos Estados Unidos. Apesar de ter perdido intensidade, a tempestade provocou chuvas torrenciais e ventos potentes de 185 km/h (com rajadas de até 240 km/h), o que gerou inundações “catastróficas” e cortes de energia elétrica na região, segundo autoridades locais.

Jeff Butera, jornalista da WZVN-TV, brincou com a situação da colega.

“Nós estamos praticando uma reportagem segura de furacão”, escreveu ele no Twitter ao compartilhar a foto do microfone de Galer.

** WE PRACTICE SAFE HURRICANE REPORTING **

 

Anúncio