Russos dizem que atacaram apenas bases militares, mas Ucrânia fala em morte de 18 civis

Um porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia afirma que os rebeldes avançaram 3 km em Donetsk e 1,5 km em Lugansk

Kiev – Os militares russos anunciaram nesta quinta-feira (24) que os separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia estão ganhando terreno contra as forças de Kiev, após a invasão das tropas russas no início da manhã desta quinta-feira (24).

(Foto: Reprodução/Twitter/@Nexta_tv)

O general Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa russo, disse à televisão que os rebeldes avançaram 3 km na região de Donetsk e 1,5 km em Lugansk. Os militares afirmaram que os separatistas estão lutando e enfrentando o inimigo nessa área do Donbass.

Konashenkov assegurou que o Exército russo não está atacando cidades ucranianas, mas atingindo apenas “infraestrutura militar, instalações de defesa aérea, aeródromos militares e de aviação” com armas de “alta precisão”. “A população civil não tem nada a temer”, disse ele.

A Ucrânia teria relatado a morte de cerca de 40 soldados de suas fileiras. Dezoito pessoas morreram em uma localidade da região de Odesa, sul da Ucrânia, após a invasão russa, informaram as autoridades regionais.

“Oito homens e dez mulheres foram assassinados na localidade de Lipetske”, afirmou a administração regional de Odesa em um comunicado.

blank

Anúncio