Russos saem do País após convocação de Putin para guerra na Ucrânia

O presidente russo, Vladimir Putin, anunciou que cerca de 300 mil reservistas russos serão convocados para a guerra

Rússia – Após o anúncio do presidente da Rússia, Vladimir Putin, em que afirmou que cerca de 300 mil reservistas do país serão convocados para a guerra na Ucrânia, vários cidadãos estão saindo do País. Segundo noticiou a BBC Brasil, milhares de manifestantes foram às ruas logo após a declaração de Putin e mais de mil foram presas.

(Foto: Egor Myznik/Reprodução/Unsplash)

Com essa atitude do governo, milhares de cidadãos estão deixando o País. Segundo o site, as passagens aéreas para países que não exigem visto esgotaram nos últimos dias ou estão com preços altos.

De acordo com a empresa Aviasales, passagens aéreas saindo de Moscou para Istambul, na Turquia, e Yerevan, na Armênia esgotaram até domingo (25).

Ainda conforme a BBC, a cidade de Belgrado, na Sérvia, foi outro destino que entrou em colapso, devido a alta demanda de passagens aéreas.

No anúncio de Putin, nessa quarta-feira, não ficou foi informado sobre proibição de homens, sujeitos a convocação para a guerra, saírem da Rússia. Mas o representante do Kremlin informou que há diferentes disposições sobre a leis atuais e serão feitas explicações sobre o assunto.

Anúncio