Série de explosões deixa mais de 200 mortos no Sri Lanka

Segundo os balanços iniciais, entre os mortos há pelo menos 32 estrangeiros de oito países. Outras 469 pessoas ficaram feridas

Brasília – Uma série de explosões simultâneas em três igrejas e três hotéis de luxo no Sri Lanka provocou a morte de mais de 200 pessoas neste domingo (21). Segundo os balanços iniciais, entre os mortos há pelo menos 32 estrangeiros de oito países – Bélgica, China, Estados Unidos, Índia, Holanda, Portugal, Reino Unido e Turquia. Outras 469 pessoas ficaram feridas.

No momento das explosões, as igrejas católicas estavam celebrando o Domingo da Ressurreição (Foto: Reuters/Dinuka Liyanawatte/Direitos Reservados)

Segundo as autoridades do Sri Lanka, os primeiros seis ataques aconteceram por volta de 8h45 do horário local (2h30 em Brasília). No momento das explosões, as igrejas católicas estavam celebrando o Domingo da Ressurreição, uma das datas mais importantes do calendário cristão. A capital, Colombo, foi alvo de pelo menos quatro explosões: em três hotéis de luxo e numa igreja. As outras duas igrejas atingidas ficam em Negombo, no oeste do país (região que abriga uma grande população católica); e em Batticaloa, no leste.

Nenhum grupo reivindicou autoria das ações até o momento. Em resposta aos ataques, o governo impôs um toque de recolher em toda a ilha, com início às 18h do horário local até 6h do dia seguinte. O governo determinou ainda um bloqueio temporário das redes sociais, entre elas o Facebook e Instagram, para impedir a difusão “de informações incorretas”.