Variante Delta da Covid-19 obriga aumento de restrições pelo mundo

Países como China e Austrália retomaram confinamento em algumas regiões, enquanto outros buscam reforçar a vacinação

EUA – A variante Delta do coronavírus segue se propagando pelo mundo, obrigando as autoridades a aumentarem as restrições sanitárias, com confinamentos locais na China, soldados nas ruas da Austrália para garantir o cumprimento das medidas e a extensão do estado de emergência no Japão durante os Jogos Olímpicos de Tóquio.

casos de covid no mundo - hospital china coronavírus colapso saúde médicos mundo (Foto: Divulgação/Pixabay)

Variante Delta da Covid-19 obriga aumento de restrições pelo mundo. (Foto: Divulgação/Pixabay)

Em algumas áreas, como as mais afetadas pelo vírus nos Estados Unidos, o uso de máscara é mais uma vez recomendado, e a campanha de vacinação está sendo promovida novamente.

Na China, o primeiro País a conter a pandemia em 2020, um novo surto ameaça a política de zero Covid-19, com casos se espalhando de Nanquim (leste) para cinco províncias e a capital, Pequim, pela primeira vez em seis meses.

Depois que nove funcionários do aeroporto de Nanquim testaram positivo em 20 de julho, 184 infecções foram detectadas nesta sexta-feira (30) na província de Jiangsu, e 206, em todo País. Centenas de milhares de pessoas estão mais uma vez confinadas nesta região e em Pequim.

A eficácia das vacinas chinesas levanta questões, porque a maioria dos novos casos ocorre em pessoas vacinadas. Podem “desacelerar a propagação e reduzir a taxa de mortalidade”, mas não “erradicar o vírus”, afirmou Zhang Wenhong, um especialista em doenças infecciosas de Xangai.

Na Austrália, a polícia de Sydney contará com a ajuda de 300 soldados para fazer cumprir as restrições na maior cidade do País, de cinco milhões de habitantes. Lá, o número de infecções bateu recorde na quinta-feira (29).

Em sua quinta semana, o confinamento será mantido até 28 de agosto, mas muitos violam a medida, indo às praias, ou parques.

Uma semana após o início das Olimpíadas, o Japão estendeu o estado de emergência até o final de agosto em Tóquio e em outros quatro departamentos.

“A infecção está se espalhando a uma velocidade nunca vista antes”, declarou o governo nesta sexta-feira, com um recorde de mais de 10.000 casos por dia. Os organizadores dos Jogos Olímpicos também detectaram 27 novos casos.

Anúncio