Bombeiro de 1,27 metro é destaque nos Estados Unidos

O jovem bombeiro nasceu com acondroplasia, nanismo que afeta o crescimento ósseo.

Nova York – Medindo apenas 1,27 m, Vince Brasco trabalha há quatro anos como bombeiro voluntário em Pitsburgh, nos Estados Unidos. Mesmo com a baixa estatura, ele afirma que compensa o tamanho com a força para poder segurar as mangueiras no combate a incêndios.

 “Como consigo levantar muito peso, sou útil em resgates, ergendo escombros, por exemplo”, afirmou Brasco que está estudando para poder exercer a função plenamente.

 O jovem bombeiro nasceu com acondroplasia, nanismo que afeta o crescimento ósseo.