CGU recomenda e ministra da Cultura vai devolver diárias recebidas

A Corregedoria informa que serão devolvidas pela ministra, nos próximos dias, as diárias de cinco dias – 9 e 16 de janeiro, 10, 16 e 17 de abril. As datas mencionadas correspondem a, pelo menos, cerca de R$ 3 mil.

Brasília – A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, terá de devolver as diárias recebidas por dias de folga no Rio de Janeiro, cidade onde tem imóvel próprio. O pedido foi feito ontem pela Controladoria-Geral da União (CGU) e, segundo a assessoria do Ministério da Cultura, será acatado pela ministra. “Chegou-se ao entendimento conjunto de que seria mais conveniente a devolução dos valores correspondentes às diárias recebidas naqueles dias em que não houve compromissos oficiais”, disse a CGU, em nota.

A Corregedoria informa que serão devolvidas pela ministra, nos próximos dias, as diárias de cinco dias – 9 e 16 de janeiro, 10, 16 e 17 de abril. As datas mencionadas correspondem a, pelo menos, cerca de R$ 3 mil.

Em reportagem no domingo, o jornal O Estado de S. Paulo revelou que a ministra da Cultura vinha adotando a rotina de marcar compromissos oficiais fora de Brasília, principalmente no Rio, às sextas e segundas-feiras, e receber a compensação financeira não só pelos dias de trabalho fora da capital federal como pelos sábados e domingos de folga.

Dessa forma, ao longo de quatro meses Ana recebeu cerca de R$ 35 5 mil por 65 diárias. Sua agenda oficial, no próprio site do Ministério da Cultura, não registra nenhum compromisso oficial que ela tenha cumprindo em, no mínimo, 16 desses dias.