Estudante é assassinado com sete tiros na comunidade Jesus Me Deu

Fêlix Barros Coutinho respondia por roubo conforme registro na Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais 

Manaus – O estudante Fêlix Barros Coutinho, 17, foi executado com sete tiros, por volta das 20h20 desta quarta-feira (11), na Avenida Bom Pastor, na comunidade Jesus Me Deu, no bairro Novo Israel, zona norte de Manaus, no momento em que assistia um vídeo em um celular sentado em uma calçada com amigos, conforme informações o relatório da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

A irmã do estudante, uma adolescente de 15 anos, informou à reportagem que três homens não identificados chegaram ao local em um Voyage, de cor preta e placas não reveladas. Segundo ela, o jovem estava assistindo o vídeo, quando dois homens desconhecidos desceram do carro, pediram para todos se afastarem e atiraram em Fêlix.

De acordo com a mãe da vítima, Milena Alves, 38, a motivação do assassinato do jovem ainda é um mistério para os familiares. 

“Não foi acerto de contas. Meu filho não tinha problemas com ninguém aqui na comunidade. Ligaram para ele ir para rua e atiraram nele. O celular dele também sumiu”, disse a mãe do estudante. 

Fêlix respondia na Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), no bairro Alvorada, zona centro-oeste, por um ato infracional de roubo. 

O velório da vítima ocorreu na manhã de ontem, em uma igreja, localizada na comunidade Jesus Me Deu, zona norte. 

O crime será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), localizada no Tancredo Neves, zona leste, onde os autores deste assassinato são desconhecidos para os investigadores da Polícia Civil.

Anúncio