Estudo diz que passar horas sentado aumenta em 66% o risco de câncer

Segundo o estudo, não importa se você faz atividades regularmente, o tempo que você fica sentado é que está ligado as taxas de câncer

Rio de Janeiro – Um estudo publicado no Journal of the National Cancer Institute afirma que passar mais horas do dia sentada apresenta um risco de 66% maior de desenvolver certos tipos de câncer do que aqueles que não são tão sedentários.

Ao entrevistar voluntários para a pesquisa, perguntar sobre suas atividades diárias e a incidência de câncer, os pesquisadores descobriram uma ligação entre o tempo que a pessoa fica sentado e o risco de câncer.

Segundo o estudo, não importa se você faz atividades regularmente, o tempo que você fica sentado é que está ligado as taxas de câncer.

“As pessoas não estão falando sobre o tempo que ficam sentadas da mesma forma que falam das atividades físicas”, afirma Graham Colditz, da Washington University School of Medicine.

Este comportamento sedentário está associado com o aumento de risco de desenvolver câncer de cólon em 24% e 32% de câncer de endométrio. Já o de pulmão, o aumento é de 21%.

Quando os pesquisadores avaliaram os diferentes tipos de hábitos dos sedentários, perceberam que assistir TV aumenta a chance em 54% de câncer de cólon e 66% de endometrial.

Para cada duas horas adicionais que os participantes passaram sentados durante o dia, a probabilidade de ter câncer de cólon aumenta 8%. A pesquisa não encontrou uma ligação entre o comportamento sedentário e outros tipos da doença.


Anúncio