Jogo ilegal é praticado livremente na Manaus Moderna

O estabelecimento funciona como espécie de fliperama improvisado, onde há outros tipos de games eletrônicos são utilizados pelos clientes

Manaus – Mesmo com fiscalizações da Prefeitura e operações policiais para combater o jogo ilegal no Centro de Manaus, máquinas de caça-níqueis são utilizadas livremente na feira da Manaus Moderna, próximo ao porto da cidade. A equipe de reportagem esteve no local e encontrou, pelo menos, três equipamentos em funcionamento no beco ao lado feira.

Conforme empreendedores que trabalham próximo ao local, o estabelecimento funciona como espécie de fliperama improvisado, onde, além das máquinas caça-níqueis, outros tipos de games eletrônicos são utilizados pelos clientes.

O delegado-geral da Polícia Civil, Josué Rocha, explicou que mesmo com a eficácia das operações do ‘Centro Seguro’, realizada desde 2013, ainda existem pessoas que realizam o comércio ilegal do material.

“Este tipo de situação é complicada, pois, mesmo com a excelência nas operações que realizamos com a Prefeitura, ainda existem cidadãos que não respeitam a lei e acabam cometendo o crime. É preciso que a população nos ajude a denunciar este tipo de situação que causa tanto problema a nossa cidade”, disse.

Josué Rocha ainda falou sobre o procedimento da Polícia Civil em situação de flagrante.

“Quando as denúncias chegam, checamos e fazemos um trabalho de inteligência. A partir daí, caso seja constatado a irregularidade, a polícia toma as devidas providências como apreensão do material e indiciamento do dono do equipamento. Além disso, o estabelecimento poderá ser até fechado caso não apresente o devido licenciamento”, afirmou Rocha.

Segundo a titular da 1ª Seccional Sul, delegada Márcia Chagas, as máquinas são fabricadas e em sua composição há componentes de outros computadores.

“Algumas máquinas são adulteradas pelos donos para que o usuário não ganhe o prêmio. Eu digo que sempre há aquele inocente que não sabe que está cometendo um crime, porém, também existe o cidadão que age de má fé e adultera a maquina pra receber mais lucro”, comentou. “Infelizmente, a pena para a pessoa que comete este tipo de crime ainda é pequena, é registrado apenas um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO)”.

A Prefeitura de Manaus colabora com as atividades da Polícia Civil por meio das secretarias municipais do Centro (Semc), de Assistência Social e Direitos humanos (Semasdh), Departamento de Vigilância Sanitária (DVisa), Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Casa Militar, de Limpeza Pública (Semulsp), Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) e Manaus Ambiental.

Em abril, foi realizada a última operação. De acordo com assessoria de Comunicação da Semc, ainda não foi programada nenhuma fiscalização para o mês de junho.

 

Anúncio