Juiz determina que médico afastado seja reconduzido ao HUGV

Lourivaldo Rodrigues de Souza foi afastado por alegação de “quebra de confiança”

Manaus – A Justiça Federal determinou que o médico Lourivaldo Rodrigues de Souza seja reconduzido ao cargo de diretor-geral do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV). A decisão é do juiz Ricardo Augusto dos Sales, da 3ª   Vara Federal.

O médico e professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), eleito para o mandato de quatro anos (2011-2015), foi afastado do cargo através de uma portaria assinada pela reitora da Ufam, Márcia Perales, em que alegava “quebra de confiança”. 

Em seu lugar, a reitoria empossou o vice-diretor para assumir a administração do hospital, “porém, sem as qualificações como formação científica completa, administração hospitalar e gestor de saúde pública”.

Na decisão, o juiz pede o imediato retorno do médico às funções do HUGV, alegando que a reitora não tinha competência legal para destituí-lo, uma vez que foi eleito por voto da comunidade acadêmica e seu substituto não possui nenhum dos mencionados requisitos técnicos administrativos.

 

Anúncio