Oito ônibus são apedrejados por passageiros no Terminal 4

População ficou revoltada devido paralisação de mais de dez ônibus no local 

Manaus – Motoristas, cobradores e funcionários que trabalham no Terminal 4, na zona leste de Manaus, protestaram no início da noite desta segunda-feira (9), por conta da falta de água e banheiros sem condições de uso no local. Mais de dez ônibus fecharam a saída. Oito ônibus das empresas  Eucatur, Global e Rondônia foram apedrejados por passageiros durante a manifestação.

De acordo com o fiscal do T4, Almir Damasceno, a paralisação durou cerca de 40 minutos e cerca de 300 pessoas se juntaram para apedrejar os ônibus. Segundo ele, o desbloqueio da via aconteceu após a chegada de um gerente da Global. 

“Ninguém ficou ferido. Nos ônibus só estavam os motoristas e cobradores. As janelas dos veículos foram quebradas”, contou. “A polícia não chegou a prender ninguém. Os ânimos só foram acalmados depois que a saída foi liberada”.

Problema

O administrador de linha da Global, José Brasil afirmou que há três dias os funcionários estão sem água e sem acesso aos banheiros. “Foram colocados alguns banheiros quimícos, mas estavam há 15 dias sem manutenção. Não tinha como usar. Há três dias a água foi cortada”, afirmou ele. “Os cobradores que passam o dia pegando em dinheiro, não podem nem lavar as mãos para ir almoçar”.

Ainda de acordo com José Brasil, nessa noite, enviaram quatro banheiros químicos para o local. Os outros foram recolhidos.

A equipe de reportagem tentou entrar em contato com a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), mas não obteve sucesso. 

Anúncio