Operações aéreas na Líbia custam US$ 4 milhões diários aos EUA

O custo desta missão para todas as Forças Armadas dos Estados Unidos foi estimado em 500 milhões de dólares até 28 de março.

Washington – A guerra na Líbia custa 4 milhões de dólares por dia à Força Aérea dos Estados Unidos, mas estes custos deverão ser reduzidos agora que os aviões de guerra americanos retiraram-se das operações de combate, informou nesta terça-feira o secretário da Força Aérea.

Até hoje, o custo das operações aéreas “está provavelmente em torno de 75 milhões de dólares”, disse Michael Donley, secretário das Forças Aéreas, que completou que sua melhor estimativa chega a “4 milhões de dólares por dia”.

Donley explicou à imprensa em Washington que o custo “provavelmente se reduzirá, pois os Estados Unidos estão se retirando das operações de combate”.

No entanto, Donley não pôde dizer com precisão em quanto os custos serão reduzidos, depois do fim da participação americana nos ataques aéreos.

As incursões dos aviões de guerra americanos finalizaram às 22h00 GMT (19h00 de Brasília) de segunda-feira, quando os aliados da Otan tomaram o controle das missões, com o objetivo de cumprir um mandato da ONU para instalar uma zona de exclusão aérea para proteger os civis líbios das forças do regime.

O custo desta missão para todas as Forças Armadas dos Estados Unidos foi estimado em 500 milhões de dólares até 28 de março.