Açaí e Amazônia Azul inspiram nova camisa de aniversariante Remo

Clube paraense completou 116 anos e disputará a Série B em 2021

São Paulo – O Clube do Remo completou 116 anos na última sexta-feira (5) e comemorou a data lançando a camisa que utilizará em 2021, temporada que marca a volta do Leão Azul à Série B do Campeonato Brasileiro após 13 anos de ausência. A vestimenta faz referência ao acaí (fruta típica e popular na região amazônica) e também à Amazônia Azul, nome dado ao espaço marítimo sob jurisdição do país, com 3,5 milhões de quilômetros quadrados e abundante riqueza mineral e natural.blank

blank

(Foto: Samara Miranda / Remo)

“Encarnados na trajetória das nossas raízes, a camisa tem no conceito a fé, o profano, a guerra, a luta, o índio, o caboclo, a mata, a floresta, mostrando o orgulho de ser filho da Amazônia, do Grão-Pará. Nesse mundo de diversidades e contrastes fazendo semelhança do próprio povo”, diz o texto divulgado pelo clube, apresentando a camisa na cor azul-marinho com uma folhagem do açaizeiro em relevo. O uniforme recebeu o nome “soberano”.

Segundo a nota do Remo, a alusão à Amazônia Azul é uma “homenagem à sua biodiversidade, recursos naturais, fonte de riquezas, pedras preciosas, petróleo e muitos ecossistemas”. O açaí é descrito como “fruto sagrado do povo do Norte, que alimenta e sustenta gerações”.

“Queremos mostrar nossas raízes, de um todo, como história, cultura, política, arte, economia, esportes, onde tudo nasce de um princípio, de uma raiz. Raízes são a fonte primária, a seiva bruta de um povo, de uma nação. Reconhecer de onde viemos para descobrir quem somos”, explicou o diretor de marketing do Remo, Renan Bezerra, no comunicado.

O Remo tem jogo pela Copa Verde neste domingo (7), às 16h (horário de Brasília), contra o Independente-PA, no estádio Navegantão, em Tucuruí. É o duelo de volta pelas quartas de final da competição. Na partida de ida, na última quarta-feira (3), no Mangueirão, em Belém, o Leão Azul bateu o Galo Elétrico por 2 a 0. A previsão é que a nova camisa estreie em uma eventual semifinal, que pode ser contra o rival Paysandu, caso o Papão supere o confronto com o Manaus.

Anúncio