Alaídenegão leva ‘beiradão’ para São Paulo e Rio de Janeiro em nova turnê

Banda amazonense também lançará o documentário ‘A Poética dos Beiradões’

Manaus – Neste sábado (7), a partir das 21h, o grupo estará no Festival SPAM, evento que promove o intercâmbio entre artistas do Amazonas e São Paulo. O SPAM acontecerá no Estúdio Bixiga, no Centro da capital paulista, e contará ainda com a oficina “O que é o Beiradão?”, com Chico Caju, músico referência do movimento beiradão da década de 80; e Eliberto Barroncas, percussionista que já representou o Brasil em eventos internacionais na Europa e América Latina. Em seguida, a programação contará com o show de Naka & Os Piranha, que mistura pop, beats e instrumentos como o banjo, maracá e tambores, com o artista amazonense Marcelo Nakamura, além de Bruno Duarte e Remi Chatain. A banda Alaídenegão encerrará a noite com uma mistura de ritmos regionais em uma jam session com todos os músicos.

(Foto: Michael Dantas/Divulgação)

Sobre a participação de referências do movimento beiradão, o guitarrista da Alaídenegão, Rafael Ângelo, destaca a relevância cultural de personalidades como Chico Caju e Eliberto Barroncas no cenário amazonense. “Levar músicos como Chico Caju e Eliberto Barroncas para São Paulo é uma forma de agradecer toda a contribuição que eles fizeram para a música popular do nosso Estado. A gente tem plena ciência da importância deles para o cenário musical no Amazonas e da relevância de apresentar a nossa música a pesquisadores e público em geral no Sudeste”, comenta o músico.

Alaídenegão também passará pelo Goethe Institut São Paulo, na próxima terça-feira (10), às 18h. A banda fará um pocket show durante a aula de abertura do Festival Amazônias, que acontecerá entre os dias 17 a 21 de abril.

A agenda da banda amazonense encerra na quarta-feira, no dia 11 de março, no Rio de Janeiro, no Ganjah Coffeeshop Lapa, na Rua do Rezende, na Lapa, com uma dobradinha entre Alaídenegão e o grupo Afroribeirinhos.

“Queremos levar essa interação entre o público do Sudeste e os músicos da nossa região. Desde o começo da banda, sempre fortalecemos as parcerias e entendemos que elas são fundamentais para a realização no nosso trabalho. Vamos fazer reencontros com músicos que estão em São Paulo e Rio de Janeiro para fortalecer as relações”, afirma o guitarrista e vocalista da banda, Davi Escobar.

Documentário

Nesta sexta-feira (6), a banda lançou o documentário “A Poética dos Beiradões”, no Centro de Pesquisa e Formação Sesc São Paulo, no bairro Bela Vista. Com a proposta de fazer comentários e reflexões sobre o movimento musical, o evento reuniu os músicos Eliberto Barroncas, Chico Caju e Rafael Ângelo em uma roda de conversa com acadêmicos.

“A Poética dos Beiradões”, contemplado no Edital Natura Musical 2018, estreou na capital amazonense em novembro do ano passado, com depoimentos de artistas que marcaram o movimento beiradão no Norte do País. O documentário, que tem pouco mais de uma hora de duração, entrevista artistas como Chico Caju, Magalhães da Guitarra, André Amazonas e Oseas da Guitarra.