Anne Jezini em noite de dupla ‘estreia’

A cantora, ao lado de Victor Xamã e Natália Matos, ‘puxa’ a primeira edição do festival. Evento acontecerá, amanhã, a partir das 19h, no Teatro Amazonas. A entrada é gratuita

Manaus – A noite deste domingo será de dupla ‘estreia’ para a cantora amazonense Anne Jezini. Ao mesmo tempo em que faz o seu debute no palco do Teatro Amazonas (Largo São Sebastião, Centro de Manaus), ela apresenta, ao público manauara, o disco ‘Cinética’ – lançado, oficialmente, em junho de 2016. Ao lado da cantora, apresentam-se, ainda, o rapper Victor Xamã e Natália Matos. O trio encabeça a primeira edição do festival ‘Filomedusa’, que acontece, a partir das 19h, no principal cartão-postal da capital. O acesso ao evento é gratuito.

A cantora, ao lado de Victor Xamã e Natália Matos, ‘puxa’ a primeira edição do festival. Evento acontecerá, amanhã, a partir das 19h, no Teatro Amazonas. A entrada é gratuita. (Foto: Divulgação)

Idealizado por Anne, o festival funciona como uma plataforma para que artistas manauaras lancem os seus trabalhos, além de promover um intercâmbio com nomes de outras cenas do País. Neste caso, a visita fica por conta de Natália Matos, que veio de Belém (PA) para apresentar o álbum ‘Não sei fazer canção de amor’. É a primeira vez que a cantora faz show na cidade. Completando a noite de lançamentos, Victor Xamã estreia o seu ‘VE, CG’.

Em entrevista ao PLUS, Anne falou sobre a expectativa de, enfim, performar no Teatro Amazonas. “Sempre tive o Teatro Amazonas em um lugar de pedestal, em meu imaginário, assim como muitas pessoas do Estado. Morei na Rua Alexandre Amorim (começo da Rua 10 de Julho) e, sempre que passava pelo local, achava um sonho, às vezes, até inatingível. Ainda mais com um show do jeito que eu sempre quis, de um disco pelo qual tenho um carinho enorme e que considero o principal da minha carreira”, disse a artista.

‘Cinética’, o álbum ao qual se refere, foi lançado em 2016 e, nas palavras de Anne, significou “o pontapé da sonoridade” que a cantora sempre quis alcançar, na carreira. Produzido por Lucas Santtana, o trabalho foi bastante elogiado pela Rolling Stones, O Globo e pelo site Trabalho Sujo, além de ter sido eleito um dos melhores discos daquele ano pelo internacional Beehype.

Para o show de amanhã, Anne promete uma noite de pura hipnose, para ficar na memória da ‘era Cinética’. “Mais que uma apresentação, será uma experiência. O show está bem dinâmico e acho que as pessoas irão se divertir”, apostou. Junto à tracklist do álbum, a artista separou, também, algumas surpresas para o público. “Não quero revelá-las, mas posso adiantar que terá Spice Girls em repertório”, acrescentou.

Com codireção de Ricardo Libertini, o show de Anne Jezini explorará, ainda, o universo da dança, com coreografia do bailarino Guilherme Moraes.

Anúncio