Cordel em meio ao samba

Júnior Rodrigues aproveita show no Tacacá na Bossa, na próxima quarta, para lançar obra póstuma do pai

 

Manaus – Atração da próxima quarta-feira, 1º, pelo projeto Tacacá na Bossa, no Largo Sebastião, Júnior Rodrigues não ‘falará’ só de música. A noite será também marcada pela apresentação e lançamento de uma obra póstuma assinada por seu pai.

O livro poderá ser adquirido, no dia do evento, por R$ 25 (Foto:Divulgação)

Na ocasião, o cantor amazonense fará, além do show, o lançamento do Livro ‘De cordel em cordel’, uma homenagem a Geraldo Rodrigues, cordelista filho de pais nordestinos e natural de Lábrea, interior do Amazonas. O livro poderá ser adquirido, no dia do evento, por R$ 25.

O sambista procurou manter vivas e eternizadas, em formato de livro, as lembranças adquiridas em momentos com o pai. “Era de praxe que ouvíssemos as declamações e fizéssemos leituras de cordéis. Meu pai só estudou até a 5ª série (do Ensino Fundamental), mas adquiriu muito conhecimento através de inúmeras leituras que ele realizava. Sempre escutamos as histórias e situações engraçadas que ele compartilhava conosco”, disse o cantor.

Para Júnior, o lançamento é especial e uma forma de homenagear o pai, que morreu em 2003. “O livro é um espécie de diário escrito por ele. Nós lembramos dele reunidos em família, compartilhando suas experiências, histórias e fazendo tributo a nomes da política amazonense, como Jefferson Peres e Gilberto Mestrinho”, comenta.

Cultura nordestina

Já envolvido no clima do Nordeste, o público pode esperar por intervenções, em meio ao samba, com xote, baião, repente e as tradicionais declamações de poesia de cordel.

Para o evento, foi convidado o cordelista Guilherme Cordel, pernambucano que mora há 11 anos em Manaus. “A ideia é falar primeiro dos meus cordeis sobre Manaus, como homenagem”, afirmou o artista, que disse estar honrado com o convite feito por Júnior.

blank

Anúncio