Em Manaus, evento cultural propõe espaço para visibilidade negra

Osobô, ação para a valorização negra no AM, contará com música, performances e empreendedorismo afro, neste sábado, no Centro de Manaus

Manaus – O projeto ‘Osobô – É pra escurecer!’, que tem como objetivo ser espaço para reconhecimento, integração e visibilidade da população negra na capital amazonense, estreia sábado (3), no The Clinic Bar, próximo ao Colégio Santa Doroteia, na Rua Huascar de Figueiredo, 25, no Centro de Manaus.

A programação contará com iniciativas de empreendedorismo afro, apresentações audiovisuais, performances e ritmos musicais como rap, trap, reggae e afrobeat, além da presença de artistas locais como Keila Serruya, Émerson Munduruku, Kerolayne Kemblin, dentre outros, para promover um espaço de reconhecimento e visibilidade da cultura negra na região.

Evento quer promover um espaço de reconhecimento e visibilidade da cultura negra na região (Foto: Divulgação)

Segundo a Equipe Osobô, a iniciativa é importante para o fomento da cultura negra no Amazonas. “No nosso Estado, a presença do negro e sua tradição são negadas fortemente, por isso é necessário construir e desenvolver mais espaços que proporcionem essa fala sobre ancestralidade”.

O nome Osobô é inspirado na capital do Estado de Osun, situada na Nigéria. Osobô foi fundada pelo grupo étnico Iorubá, que significa o Reino de Oxum. Ela que é o Orixá que representa as águas doces e os rios de todo o mundo, e que também é a personificação da prosperidade, beleza, amor e elegância.

“Convidamos todo o povo de cor para comparecer, se conhecer, soltar seus cabelos, seus blacks, suas tranças, todo o seu axé, e vir com a gente reforçar os laços e o poder que existe entre nós”, destacou a Equipe Osobô.

Mais informações sobre o evento podem ser acessadas na página do evento: facebook.com/mundo.osobo.

Serviço

  • O quê: Osobô – É pra escurecer!
  • Quando: 3/3 (sábado)
  • Onde: The Clinic Bar (Rua Huascar de Figueiredo, 25, centro)
  • Quanto: R$ 10 (até 22h) R$15 (após 00h)

Atrações

  • Keila Serruya com o vídeo instalação “AFRONTA – PRETA REI”
  • Kerolayne Kemblim com a exposição “Mulher, alma e espírito. A força que habita o peito”
  • Franklen Moraes performando como Pagã
  • Christine Eveng com seu trabalho de Tranças Afro e Trajes Africanos
  • Felipe Fernandes com seu trabalho de VideoMapping
  • Pretice das Negas – venda de roupas e acessórios
  • Omin – joias, perfumes, utensílios e acessórios

Anúncio
Anúncio