Estúdio ‘baré’ lança revista em festival de HQ, em Belo Horizonte

A publicação Jungle Comix, do coletivo amazonense Estúdio C-4, será lançada no Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), a partir desta quarta-feira

Manaus – Lendas amazônicas, distopia, visual ‘steampunk’ e personagens históricos de Manaus estão reunidos na revista Jungle Comix, do coletivo amazonense de quadrinhos, Estúdio C-4. A publicação será lançada, oficialmente, no Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), de Belo Horizonte, que acontece a partir de amanhã (30) e seguirá até o dia 3 de junho.

Ao todo, o Amazonas contará com nove ilustradores, no evento (Foto: Divulgação)

O projeto da Jungle Comix reúne roteiristas e ilustradores que já atuam no mercado editorial de Manaus e, também, internacional. São nove histórias assinadas por Ademar Vieira, Bruno Cavalcante, Erick Carreira, Evaldo Vasconcelos, Gláucio Silva, Gregory Oliveira, Israel Gusmão, Jahn Cardoso, João Vicente, Jucyland Júnior, Leon Sarmento, Márcio José, Nilberto Jorge, Romahs Mascarenhas e Valdo Alves.

O C-4 se junta a outros estúdios amazonenses que conseguiram um estande para artistas do Estado, no evento internacional – é a primeira vez que haverá um espaço para artistas do Amazonas, no festival. O FIQ é referência entre as convenções de quadrinhos no mundo, inclusive, por receber artistas consagrados nacionalmente e internacionalmente.

Edição de 2018

Nesta edição deste, o destaque fica por conta Dave Mckean, ilustrador e capista das publicações de ‘Sandman’, da DC Comics. Entre seus principais trabalhos, estão, ainda, as capas ‘Orquídea Negra’, ‘Morte’, ilustrações da obra ‘Coraline’ (livro), ‘Os Lobos Dentro das Paredes’, ‘O Dia em que Troquei Meu Pai por Dois Peixinhos Dourados’, ‘Sinal e Ruído’ e ‘Mr. Punch’, todos esses, ao lado do escritor e roteirista Neil Gaiman.

Anúncio