Festival ‘Até o tucupi’ tem oficina de grafite dias antes da abertura oficial

Festival de artes integradas começa, oficialmente, em 20 de setembro, mas, três dias antes, já terá atividades de formação em andamento

Da Redação / portal@d24am.com

As artistas Rosie Magrela e Tassiana Magra (foto) comandam uma oficina de grafite, nos dias 17 e 18. Foto: Divulgação

Manaus – A abertura oficial será no próximo dia 20, no Largo São Sebastião, mas, a essa altura, a programação do 11º Festival Até o Tucupi de Artes Integradas já estará em andamento. Isso porque, nos dias 17 e 18, das 14h às 17h, as artistas Rosie Magrela e Tassiana Magra comandam uma oficina de grafite na sede do Coletivo Difusão (Rua Boa Sorte, 555, Presidente Vargas). A atividade atenderá cerca de dez mulheres interessadas nesse elemento da cultura hip-hop, de acordo com a programação do evento, divulgada ontem.

Para a abertura, no dia 20, a partir das 18h, a temática será específica — ‘Direito a Cidade/Até o Tucupi de Democracia’ — e, entre as atrações confirmadas, estão Maracatu Eco da Sapopema, Meninos do Carriçu, Francis Júnior, que conduzirá uma declamação poética, Cia Vitória Régia e Levante Popular da Juventude.

Nos dia 21 e 22, a cantora Anne Jezini conduz a oficina ‘Produção na Música’, para alunos do 8º ano de escolas públicas da cidade, acompanhada do também músico Ian Fonseca (Supercolisor) e da cantora Elisa Maia, a partir das 16h. Ainda no dia 22, Elisa media a roda de conversa ‘Mulheres na música’, na sede do Coletivo Difusão.

No Café Olympio Bistrô (Rua 10 de Julho, 509, Centro), dia 23, às 19h, Kely Guimarães, Banda di Bubuia, Nakano Band, Robisson Hobold, Olívia de Amores e Kamila Assem estrelam o sarau artístico ‘Café com Arte’.

 

Hora de música

Com programação extensa, o fim de semana que encerra o festival tem como cenário o Parque Rio Negro. No sábado, 24, o dia abre com cortejo do grupo Maracatu Eco da Sapopema, às 16h, e a Mostra de Música entra em cena, meia hora depois, com Quasimorto, Xandoré, Lucas Estrela (PA), Supercolisor e Márcia Novo. O dia ainda reserva roda de conversa, apresentação teatral e cineclube ‘Tudo muda após o play’.

No domingo, as melodias da vez são de Vibe Positiva, Superbad, show ‘Mina no MIC’, Holodomor e Silent, a partir das 16h30, mas, antes, às 16h, tem cortejo com o grupo Maracatu Baque Mulher Manaus. O público infantil também terá seu momento, com encenação das montagens ‘Clownboquinho em ‘O Funeral’’ e ‘Curuminzado’, além de cineclube, com curtas-metragens de classificação livre.

Anúncio