Carnaval: Banda da Redenção festeja e aproveita para alertar sobre feminicídio

Nova edição da Banda da Redenção tem como tema ‘Contra o Feminicídio e a Violência Doméstica’. O evento ocorre hoje e espera reunir 10 mil foliões, na Rua Gurupi

Manaus – A animação dos foliões se unirá a questões sociais, a partir das 17h, nesta Terça-Feira Gorda de Carnaval (5). Isso porque a Rua Gurupi, na zona centro-oeste da capital, recebe mais uma edição da Banda da Redenção, que, neste ano, terá como tema: ‘Contra o Feminicídio e a Violência Doméstica’. O evento tem acesso gratuito e espera reunir cerca de de 10 mil foliões para festejar o período momesco.

A banda, que já é tradição, abordará um tema relevante que, segundo o coordenador do evento, Geisetow Augusto, tem como objetivo alertar a sociedade para que a violência contra a mulher seja combatida. “Queremos mostrar nossa indignação e tristeza a respeito do que tem acontecido, diariamente, com nossas mulheres. Elas merecem respeito e não maus-tratos”, comentou Augusto.

Festa será comandada por banda Bello Encontro, grupo Gang do Forró e cantor Dion Brasil (Foto: Reprodução/Facebook)

A programação tem início com a banda Bello Encontro, seguida do grupo Gang do Forró. O cantor Dion Brasil promete encerrar a Banda da Redenção em grande estilo.

Para ter acesso à área VIP, é preciso adquirir o abadá personalizado, no valor de R$ 25 – ou, se preferir, R$ 20, pista. As camisas estão sendo vendidas no Bar do Flamengo (na Rua Gurupi, bairro Redenção). Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone: (92) 99201-6265.

História

A Banda da Redenção foi planejada, em 2009, em uma conversa entre amigos da Rua Gurupi, localizada no bairro de mesmo nome. Porém, foi somente em 2011 que a folia foi, enfim, realizada. Juntamente com o surgimento da banda, foi criado um mascote representado por um macaco, já que o bairro é conhecido, popularmente, por ‘Planeta dos Macacos’, por ter surgido a partir de uma invasão em uma área de mata, onde habitavam várias espécies do animal.