Após ter ensaio interditado, organizadora da Bica manda recado ao governador

A Banda está mantida e ocorrerá no dia 23 de fevereiro, a partir das 16h, como já estava programado. Segundo organização, Wilson Lima é aguardado pelos foliões para “grande homenagem”

Manaus – Após ter ensaio da Banda da Bica interditado, durante uma operação da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a organizadora do evento, Ana Cláudia Soeiro, afirmou que aguarda a presença do governador do Estado, Wilson Lima, no dia do evento. Ana Cláudia enfatizou que a data está mantida para o dia 23 de fevereiro.

Segundo a SSP-AM, os órgãos de segurança, fiscalização e controle do Estado e da capital vistoriaram cinco blocos pré-carnavalescos programados para ocorrer nesta quinta-feira (14), no Centro, zona sul, e também na zona centro-sul, para verificar se os organizadores estão licenciados.

Após a repercussão do assunto, passou-se a comentar que a Banda da Bica havia sido cancelada, pelo fato de o evento fazer uma sátira a Wilson Lima. O governador chegou a publicar um vídeo, em sua conta no Instagram, esclarecendo que não interferiu no andamento da Banda. O vídeo foi deletado posteriormente.

“Eu fui surpreendido com várias ligações querendo saber por que eu tinha pedido para que a banda parasse, e isso não aconteceu. Pelo contrário, pedi que o meu secretário de segurança, coronel Bonates, fosse pessoalmente ao Largo de São Sebastião, e aí a banda voltou a tocar. O que eu defendo é que a gente tem que brincar com responsabilidade e segurança”, disse.

interdita ensaio Bica – Foto Clásudio Heito – Secom

Ainda no vídeo, o governador afirmou que a realização da banda, no que depender do governo, ocorrerá no dia em que está prevista para acontecer. “A propósito, já estou aqui confirmando minha presença na Banda da Bica, até porque eu sou o principal homenageado”, acrescentou.

Ana Cláudia disse que tomou conhecimento do vídeo por meio de outras pessoas. “Eu fiquei sabendo que ele postou o vídeo e muita gente criticou. Embora eu ache que não tenha sido do conhecimento dele essa ação”, comentou.

Conforme a organizadora da Bica, o esquenta do evento ocorreu dentro do Bar do Armando, no Centro da cidade, o que não causou a interdição da rua. Ela afirmou que os órgãos envolvidos na operação estavam fazendo vistorias no local e pediram certificados de licenças, aos quais Ana Cláudia disse que já deu entrada junto aos órgãos responsáveis e estão em processo de liberação.

“Por ocorrer dentro do bar, eu não peço liberação da rua, porque não há interdição. O que acontece é que os ambulantes invadem o espaço e acabam atrapalhando o fluxo da via, e em nenhum momento eu vi essas pessoas sendo abordadas”, relatou a organizadora.

A interdição causou um contra tempo e mal estar. Ana Cláudia disse que o bar continuou funcionando, porém, sem música ao vivo. Este era o último ensaio da Bica e estava previsto para começar às 20h. Mesmo após o titular da SSP-AM ter ido ao local e liberado o ensaio, muita gente já havia dispersado, inclusive os músicos da banda.

Banda da Bica está mantida

A 33ª edição da Bica está mantida e ocorrerá no dia 23 de fevereiro, a partir das 16h, na Rua 10 de Julho, Centro da cidade, como já estava programado. Neste ano, a banda trará o tema ‘Jacaretinga do Grão-Pará, todo mundo leso de mãos dadas pra mamar’. No dia do evento, será solicitada a interdição da via e os ambulantes não terão acesso ao local. “O único recado que eu dou ao governador é que estamos esperando por ele, no dia do evento. Nós estamos preparando uma grande homenagem”, concluiu.

Anúncio