Datas das 110 bandas e blocos de rua do Carnaval 2020 estão definidas

A programação completa está disponível no portal Viva Manaus

Manaus – O Carnaval de Manaus 2020 contará com 110 bandas e blocos de rua, realizados com o apoio da Prefeitura de Manaus. A folia momesca já inicia neste sábado (8), quando cinco bandas ocuparão as ruas da cidade. No domingo (9), mais quatro bandas realizarão suas festas, e o último evento está marcado para o dia 15 de março, data de encerramento do Carnaval da cidade.

A programação completa está disponível no portal Viva Manaus, pelo link https://vivamanaus.com/carnaval2020. Todas as bandas e blocos são gratuitos e acontecerão em diferentes zonas da cidade.

Famosa por seus bonecos gigantes, a Banda do Jangadeiro será realizada neste sábado (8), às 15h (Foto: David Batista/Manauscult/Divulgação)

A tradicional Banda do Jangadeiro, no Centro, chega a sua 16ª edição neste sábado (8), a partir das 15h. A banda é famosa por seus bonecos gigantes, que desfilam pelas ruas do Centro Histórico de Manaus, próximos ao bar do Jangadeiro (Avenida Marquês de Santa Cruz, 28, Centro). No mesmo dia, também serão realizadas as bandas do Coronel, da Paz, da Angélica e o bloco do Pirão.

Já no domingo (9), “futebol dará Carnaval” na banda do Vitória do Morro Futebol Clube, na Praça 14 de Janeiro, zona sul. A banda do Galhardo, do Théo e do Álcool também prometem agitar os foliões.

Edital

As bandas e blocos contemplados pelo edital nº 10/2019 da Prefeitura de Manaus receberão apoio de palco, som, iluminação, banheiro químico ou equipamentos similares. Esse apoio é garantido pela Lei nº2.214/2017, que regulamenta o Sistema Municipal de Fomento à Cultura (Siscult).

Nesta edição, 135 propostas concorreram ao edital, e 111 foram habilitadas, estando uma fora do número previsto de 110.

Para concorrer ao edital, os proponentes das bandas e blocos de rua tiveram que atender a critérios obrigatórios, entre os quais: comprovar interesse público e participação popular que justifique o investimento de recursos públicos; comprovar a realização do evento há, pelo menos, quatro edições anteriores; apresentar propostas e ações de redução de impactos sociais e ambientais, bem como garantia de direitos, como por exemplo, campanhas de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, ou combate à violência contra crianças, adolescentes e afins ou de preservação ambiental, entre outros.

Anúncio