Unidos do Alvorada promete levar emoção para a Avenida do Samba

Enredo deste ano homenageia os indígenas desse território e, ainda, a família Afonso, que contribuiu para o desenvolvimento da região do Rio Purus

Manaus – A festa no sambódromo, na madrugada de domingo (11), a partir das 4h, será comandada pelo Grêmio Recreativo Escola de Samba (G.R.E.S.) Unidos do Alvorada. A sétima escola a desfilar leva para a Avenida do Samba o enredo ‘Purus de Filhos Guerreiros’ que homenageia os indígenas e conta um pouco da história da família Afonso, que contribuiu para o desenvolvimento da região do Rio Purus.

Heroldo Linhares, presidente da agremiação, conta que tem grandes expectativas e aposta no enredo para levantar e emocionar o público da madrugada. “A Unidos do Alvorada se prepara para fazer um grande Carnaval, como sempre tem feito ao longo desses seus 22 anos de existência. Com certeza iremos em busca do título com um enredo harmonioso e de melodia contagiante. Com isso esperamos a presença maciça da nossa comunidade alvoradense”, comentou.

Em 2017, a escola ficou quinto lugar com o enredo que homenageou os filhos do Nordeste (Foto: Sandro Pereira)

Segundo Heroldo, os preparativos para o Carnaval 2018 teve início ainda em novembro do ano passado. Para entrar na disputa pelo título de campeã, a escola pretende levar um desfile fascinante para a avenida. Este ano, a escola desfila com 18 alas, 250 ritmistas na bateria, 3 carros alegóricos e 4 tripés totalizando 2.800 mil brincantes.

Betinho Filho, um dos compositores do enredo, fala com entusiasmo da escola. “O enredo ficou maravilhoso, com uma melodia extraordinária que fala da natureza dos indígenas. Espero que a escola faça um grande desfile e que possamos trazer notas máximas para agremiação. A Alvorada vem para uma boa colocação neste ano”, relatou.

Fantasias

Para quem pretende desfilar na escola as fantasias estão sendo vendidas na quadra da agremiação, localizada na rua Projetada, nº1, esquina com o Prosamim do bairro do Alvorada, na zona oeste de Manaus. As fantasias custam, em média, R$ 100. Para desfilar em destaque no carro alegórico o valor chega a R$ 500.

Histórico

A escola de samba Unidos da Alvorada foi fundada em 1995 a partir da banda do Jacaré. A fundação da escola foi formado por Heroldo Linhares, Macarrão, Joacy Castelo, Roque Lane, Mário Jorge Jimenez, Paulo Roberto, Marilzo Reis, Guilherme Silva, Martinho Silva, Teangela Silva, Sergio Gaia, Roberval Alves, David Queiroz, Raimundo Gomes Bizantino, Paulo França (falecido), Alexandre Silva (falecido), José Carlos Grajeiro e contou com a contribuição do sambista Bosco Saraiva, orientador e autor do primeiro enredo e do samba enredo da escola.

(Foto: Sandro Pereira)

Em 2017, a Unidos do Alvorada fez homenagem aos filhos do nordeste trazendo como enredo “Meu ‘padim’ abençoai esse povo guerreiro filhos do chão rachado do Nordeste brasileiro”, ficando novamente em quinto lugar.

Em 2016,  a escola fez uma homenagem ao conto do Rei Arthur, a onde prestou uma grande homenagem a Artur Virgílio Filho, pai do prefeito Artur Neto, no final dividiu o vice-campeonato com a Grande Família.

Em 2015, a Unidos do Alvorada fez uma homenagem a saúde levando para a avenida do samba o enredo “Saúde e paz o resto a gente corre atrás. ficando no quinto lugar na classificação.

No ano seguinte, homenageou o lutador do UFC José Aldo. Na apuração, com o consenso de quase todos os presidentes das escolas de samba de Manaus, todas as escolas do Grupo Especial de Manaus foram declaradas Campeãs do Grupo Especial de 2014.

No ano de 2012 fez uma homenagem para o levantador de toadas David Assayag, apresentando um desfile grandioso, mas teve problemas com a evolução e acabou obtendo a sétima e penúltima colocação do Grupo Especial. Em 2013 a escola apresentou um enredo sobre a beleza está os olhos de quem vê, onde conseguiu o vice-campeonato desfilando às 5h da manhã.

Enredo 2018

Compositores:  Betinho Filho, Alan Vasconcelos, Malheiros Jr, Alfredo Neto, Will Tadeu, Marcos Almeida, Aor Amorim, Caçula Show, Jair Tapajós, Fernando Silva, Nelly Miranda, Fc Arts e Jackson Sicsú.

‘Purus de Filhos Guerreiros’

Alvorece no Cuxiuara

O tempo tece beleza rara

Em tuas águas, sou desbravador

Caminho que meu samba navegou Oh, Amazônia!

Fauna e flora de exuberância

Banhada pelo gigante Purus

Soam Camatis, ferozes bambus

Apurinã na aldeia em louvação num clamor pela preservação

A luz que me guia é a fé desse lugar “daime” proteção sob o céu de Mapiá

Mistérios, lendas e magia

A pele do caboclo arrepia

Um dia, vi chegar tanto progresso

Sucesso prosperou no seringal “Maravilha” pelo mundo afora

Afonsos de outrora com seus ideais

da semente marista Brotou a conquista da educação

Hoje é dia de folclorear

Vai ter boi-bumbá e tantas festas para o mundo ver

 É a garra de um povo vencedor

Que abraça quem chegar pra conhecer

Um rio de amor que nasce em meu peito e faz da avenida seu leito nas margens, ouço o som da arquibancada: “Arrocha Alvorada!!”

 

Anúncio