Cine Casarão completa dois anos nesta quinta-feira

Espaço de cinema independente com preços populares reúne sala de exibição e café

Manaus – No mesmo dia em que Manaus completa 350 anos, o Cine Casarão, na Rua Barroso, 279, Centro, comemora dois anos de atividades. E, mesmo com apenas 30 lugares com cadeiras originais de cinemas antigos que foram adquiridas pela sua direção – além de iluminação, sonorização e tela próprias para cinema -, o local tem muito a celebrar.

Produções nacionais e estrangeiras fora do circuito comercial têm espaço garantido no Cine Casarão (Foto: Divulgação)

Mais de 8.100 espectadores passaram pela sala e mais de 100 títulos já foram exibidos, distribuídos pela programação que às quartas-feiras acontecem às 15h e às 17h30, quintas, sextas e sábados às 14h30, 16h30, 18h e 20h30 e, aos domingos, às 17h e 19h.

O Cine Casarão é uma sala de cinema independente com preços populares. Os preços são mantidos de R$ 5 para meia entrada, válida para estudantes e pessoas com esse direito, e a entrada inteira custa R$ 10.

“No começo pensávamos em ter um polo onde a prioridade fossem as produções nacionais, devido na maioria das vezes serem negligenciadas pelas grandes redes de cinema”, comenta o diretor da sala, João Fernandes Neto. “Mas com o tempo fomos abrindo novas possibilidade e passamos a exibir os filmes considerados belas artes”.

João Fernandes completa dizendo que o Cine Casarão conseguiu cumprir seu papel em ser um espaço para uma nova fonte de engajamento e compartilhamento cultural. “Grandes filmes que o cinema deixou de exibir ganharam cartaz em nosso espaço. Isso fez com que grandes documentários ficassem em cartaz por semanas”, diz o diretor.

Com foco na arte e no cinema nacional, a programação do Cine Casarão iniciou com a parceria feita com a Vitrine Filmes, o que possibilitou as estreias de produções brasileiras simultaneamente a outros Estados do eixo Rio-São Paulo. Atualmente, o Cine Casarão conta com outras distribuidoras parceiras como Pandora, Imovision, Califórnia, Bretzs Filmes, Embaúba, Olhar, Art House, Elo Company, Boulevard Filmes e Art Plex.

Vários títulos conseguiram ficar em exibição por várias semanas, a exemplo do filme ‘Bacurau”, que continua em cartaz com lotação esgotada em todas as sessões. “Ex-Pajé” também teve seus ingressos esgotados e muitos interessados que não conseguiram entrar permaneceram para participar da conversa que se seguiu após o filme, com o cineasta Luiz Bolognesi. E também “O Processo”, que conta a trajetória do impeachment da ex-presidente Dilma Roussef, figurou entre os mais assistido no Cine Casarão.

No Cine Casarão o público pode esperar pela sessão tomando um café especial no Cine Café, que foi criado há mais de um ano. Nesse espaço também é possível ler livros sobre teatro, dança, música, e outros assuntos, que estão disponíveis apenas para atividade local.