Pixar mantém beijo lésbico em Lightyear após polêmicas

A Disney, dona da Pixar, foi acusada de retirar a cena de Lightyear, spin-off de Toy Story. A produção estreia em junho no Brasil

EUA – A Disney voltou atrás após ser acusada de censurar o primeiro beijo entre um casal homossexual da história dos estúdios Pixar. Segundo o site Variety, a cena tinha sido vetada de Lightyear, spin-off de Toy Story, mas após os protestos das últimas semanas a decisão foi revertida.

Uma carta aberta foi assinada por funcionários LGBTQIA+ e aliados da Pixar no dia 9 de março em que acusavam a Disney de “ativamente censurar demonstrações de afeto homossexual” nos filmes do estúdio. A empresa foi acusada também de financiar parlamentares que apoiam o projeto de lei conhecido como “Don’t Say Gay” (“Não Diga Gay”) que pretende proibir conversas sobre orientação sexual nas escolas da Flórida.

Ainda de acordo com o Variety, o beijo lésbico de Lightyear acontece entre a personagem Hawthorne e sua namorada. Ela é a segunda personagem abertamente LGBTQIA+ da Pixar. Até o momento, em seus longos animados, o estúdio só tinha apresentado a policial Specter que faz alusão a sua namorado no filme “Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica”.

Lightyear vai contar a história de origem do astronauta mais amado da franquia de Toy Story. O spin-off estreia no Brasil em 17 de junho deste ano. O ator Chris Evans, conhecido por viver o Capitão América, é quem dará voz ao personagem título.

 

Anúncio