Correntes solidárias se espalham pelo Brasil

Nas últimas semanas, várias evidências de que o ser humano tem muita empatia para oferecer têm sido noticiadas pelo Brasil e correntes de solidariedade têm se espalhado

Brasília – Como qualquer ser humano, há horas em que passamos por momentos desafiadores que, em algumas ocasiões, até duvidamos da nossa capacidade de superação. Mas não importa o tamanho das dificuldades, pois carregamos uma força maior do que nós: o amor. É incrível como o amor, em todas as suas formas, arranja um jeito de falar mais alto e mostrar o que temos de melhor, refletido no nosso cuidado pelo próximo.

Nas últimas semanas, várias evidências de que o ser humano tem muita empatia para oferecer têm sido noticiadas pelo Brasil e correntes de solidariedade têm se  espalhado.

Foto: Divulgação/Pexels

Em Santa Catarina, por exemplo, uma estudante criou uma “estante solidária”, com alimentos e roupas, para aqueles que passam por necessidades. No ponto de doação, localizado no Centro de Florianópolis, as pessoas são convidadas a doar o que puderem, e as que necessitam das doações, retirarem da estante o que precisam. No espaço, lê-se um recado esperançoso: “Pense positivo, seja otimista, sonhe alto, conheça pessoas, faça o bem, leia mais, trabalhe duro, realize sonhos, construa o futuro, mantenha o foco, ame seu trabalho e viva intensamente”.

Já em Juiz de Fora (MG), moradores de um condomínio mostraram que o ditado “cada um no seu quadrado” pode ser diferente. Um dos moradores teve a ideia de distribuir cestas básicas aos vizinhos que precisam de assistência. Ele deixou caixas na portaria do condomínio pedindo alimentos e produtos de limpeza e higiene. O idealizador usou um aplicativo de comunicação para mobilizar quase 2 mil moradores, que participaram  da ação.

A contribuição digital também se estende ao apoio emocional que todos precisam. Em junho, uma série de mensagens positivas dos usuários do Badoo foi projetada em diversas cidades brasileiras. Além do suporte sentimental, cada mensagem foi convertida em R$1 e o valor foi doado à uma organização não governamental (ONG) que também distribui cestas básicas para pessoas em situação vulnerável. Em menos de 24 horas quase metade da meta já tinha sido atingida.

Até marcas da indústria alimentícia decidiram contribuir, como foi o caso do famoso Sucrilhos Kellogg’s, que remodulou a embalagem do produtos. As caixas do cereal trazem os dizeres “Ânimo”, “Força” e “Sorria”, além do slogan “Voltaremos com mais garra e energia”. De acordo com o diretor de marketing da marca, “é essencial que pensemos positivo e que a intenção é criar uma corrente do bem”.

Ao redor do mundo

Felizmente, o Brasil não é o único País onde as pessoas estão mais próximas. Em todos o mundo, ainda é possível encontrar pessoas do bem, que fazem sua parte com pequenos gestos, mas com grandes significados, e assim renovam a esperança e acalentam a alma.

Na Inglaterra, uma garotinha de Manchester fez amizade com o entregador de encomendas que toda semana deixava algo na casa dela. Não satisfeita por ter escrito um bilhete de agradecimento, ela aprendeu a língua de sinais para agradecer mais apropriadamente o novo amigo, que é deficiente auditivo.

Na Espanha, colocar o lixo para fora virou uma oportunidade de diversão para um pai e uma filha, que passaram a usar diversas fantasias para a tarefa, dentre as quais Olaf e Elsa (do filme Frozen), A Bela e a Fera, Homem-Aranha e Batman, e Goku e Gohan (do anime japonês Dragon Ball Z). A ida do homem com a criança até a lixeira na rua virou uma sensação aguardada pelos vizinhos. Por unir a vizinhança, e a mãe da menina se envolveu para criar novas fantasias.

De acordo com pesquisas, laços familiares têm se estreitado mundialmente. Conforme estudo divulgado no fim de junho pela Fundação Canadense de Saúde do Homem, 60% dos pais canadenses afirmaram ter se aproximado mais dos filhos nos últimos meses. Mais da metade também afirmou compreender mais a importância de seu papel na vida dos pequenos.

Foto: Divulgação/Pexels

A positividade é real

A positividade começa com uma pequena ideia na nossa cabeça, e as notícias boas terminam por manifestar-se através de ações, qualquer que sejam. Há sempre quem vá achar que ainda é pouco ou que os problemas não serão resolvidos. Mas aquele ditado de que “de grão em grão a galinha enche o papo” faz-se real aqui. Ser otimista é ter esperança mesmo quando parecer não ter sentido, e o ser humano é persistente nisso.

Dentre os benefícios de quem pratica esses pequenos/grandes atos estão a diminuição do estresse, maior sensação de próposito na vida e, como podemos ver nos exemplos acima, mais conexão com as pessoas. É um sentimento contagiante e só temos a ganhar.

Anúncio