O surpreendente mercado das mensagens de bom dia

Esse hábito já era muito comum entre os brasileiros, mas ganhou ainda mais força no momento de reclusão social

Manaus – É muito comum as pessoas compartilharem mensagens de bom dia em suas redes sociais, principalmente pelo WhatsApp. Este material geralmente é enviado em formato de imagens, com frases bonitas e que buscam trazer algum tipo de esperança ou sentimento bom.

Esse hábito já era muito comum entre os brasileiros, mas ganhou ainda mais força no momento de reclusão social, onde a necessidade de estar com quem se ama e demonstrar afeto foi aflorada.

O que muitos não sabem é que por trás dessas despretensiosas mensagens, existe um mercado de sites e empresas que disputam os cliques de cada usuário. O objetivo de todo site da internet é atrair o maior número de visitantes, pois as receitas estão intimamente relacionadas ao número de leitores, seja através da venda de serviços e produtos ou simplesmente através da venda de espaços publicitários no site.

Desta forma, como em qualquer outro mercado, quanto mais famoso um site é, maior a probabilidade de conseguir mais receitas para produzir conteúdos de qualidade e continuar dominando os principais cliques.

Vamos entender um pouco mais sobre este mercado de mensagens em nosso País?

A produção das frases

Por mais que sejam mensagens consideradas “simples”, na maioria das vezes, o mais difícil de ser feito é a arte da imagem e a sua posterior veiculação em massa (ou viralização, para usar um termo mais empregado neste ramo).

Além dos sites deste nicho enfrentarem uma ampla e pesada concorrência pelos cliques das pessoas, é necessário segmentar as frases e criar textos novos todos os dias.

Estas mensagens geralmente são divididas em categorias, com destaque para os seguintes temas: bom dia, aniversário, engraçadas, românticas, motivacionais e religiosas.

Um site muito interessante neste nicho, o MegaFrases, possui como idealizadora uma senhora de 66 anos, que teve a ajuda e experiência do filho mais novo para colocar o seu sonho em prática. Além do filho, Eliete de Araujo conta com a ajuda de outras duas pessoas para conseguir deixar o site sempre atualizado. Por mês, são publicadas cerca de 20 novas páginas no site e mais de 200 imagens inéditas.

Imagem: megafrases.com.br

“O meu filho criou o seu primeiro site em 2015 com a intenção de auxiliar pessoas comuns a melhorarem sua educação financeira e darem os primeiros passos no mundo das aplicações financeiras (bonsinvestimentos.com.br). Hoje, aproveito essa ajuda e experiência para desenvolver meu próprio projeto e me sentir realizada após a aposentadoria”, conta Eliete de Araujo.

O tamanho do alcance

A ideia principal de qualquer site neste nicho é que o usuário escolha a frase que mais gostou e compartilhe em suas redes sociais, como, por exemplo, no WhatsApp. Quanto mais imagens e mensagens compartilhadas, maior a probabilidade do site se tornar famoso e receber mais visitantes recorrentes.

Depois de compartilhadas nas redes, as imagens e frases podem atingir um alcance que, muitas das vezes, não é possível mensurar. Estima-se que a cada 10 visitas a sites desse tipo, aproximadamente 7 pessoas escolham uma imagem e façam o compartilhamento em suas redes sociais. Quando enviadas em grupos de WhatsApp ou Telegram, essas mensagens podem ser compartilhadas pelos membros para outros grupos ou pessoas do seu círculo social e esse processo acaba virando uma bola de neve difícil de ser quantificada.

O fato é que esses tipos de mensagens tem uma receptividade muito grande pelo público. É uma maneira simples e gratuita de demonstrar carinho e afeto através da internet e que se intensificou e muito durante esse período de pandemia, onde as pessoas sentiram uma necessidade ainda maior de demonstrar sentimentos por causa da quarentena e do distanciamento social.

Outra curiosidade é o mito de que compartilhar mensagens bonitas e afetuosas de bom dia, por exemplo, é uma prática restrita de um público de maior idade. Os maiores consumidores deste tipo de conteúdo estão na faixa etária entre 30 e 45 anos e quando falamos em gênero, as mulheres respondem pela maior parcela deste público, representando cerca de 70% do público relacionado a este nicho.

O retorno financeiro

Várias reportagens mostram pessoas se tornando milionárias através de sites ou canais no YouTube, mas será que este mercado de mensagens também apresenta um potencial tão grande?

Apesar dos maiores sites deste nicho apresentarem milhões de visualizações por mês, um fator que pesa negativamente é o baixo retorno em publicidade e venda de serviços.

Dificilmente sites especializados em mensagens conseguem vender um produto ou serviço próprio. Adicionalmente, quando o assunto é publicidade, os maiores valores são direcionados a sites relacionados a cartões de crédito, investimentos e empréstimos. Portanto, apesar de terem um alcance muito expressivo, a maior dificuldade de sites deste tipo é conseguir receitas atrativas para pagar todo o custo com a produção constante de conteúdos de qualidade.

Anúncio