Personal trainer para ‘Melhor Idade’

Poder anti-inflamatório, que protege de doenças oportunistas causadas pelo sedentarismo

Manaus – A prática de exercícios é importante durante todas as fases da vida. Além de trazer bem-estar, praticar exercícios regularmente traz benefícios tanto para a saúde física como a mental. Na fase da Terceira Idade ou também chamada de melhor idade, os exercícios físicos tornam-se ainda mais importante, devido à fragilidade com o qual o corpo se encontra.

Na fase da Terceira Idade ou também chamada de melhor idade, os exercícios físicos tornam-se ainda mais importante (Foto: Raquel Miranda/GDC)

A educadora física Lilian Daniel desempenha um trabalho direcionado para este público. Está se especializando em gerontologia e conta que todo o trabalho realizado é feito em integração com a família, para conseguir melhorar a condição geral do idoso, desde a alimentação até o seu convívio social, com a ajuda dos exercícios físicos.“Procuramos trabalhar as habilidades que são fundamentais nessa fase da vida: o equilíbrio, um pouco de coordenação motora e agilidade. Trabalhamos, também, a parte cerebral e o fortalecimento muscular, para que não chegue ao ponto que a fragilidade do corpo impeça de desenvolver funções normais do dia a dia”, explica.

De acordo com a profissional, a expectativa de vida aumentou e as pessoas estão vivendo cem anos. Para isso, precisam estar bem para aproveitar essa fase com o corpo forte, saudável e feliz. Lilian explica que, muitas vezes, o idoso tem dificuldades em desempenhar atividades comuns, como tomar banho sozinho, dormir confortavelmente e locomoção.

Idosos precisam estar bem para aproveitar essa fase com o corpo forte, saudável e feliz (Foto: Raquel Miranda/GDC)

“Procuro mesclar um pouquinho de cada exercício, o treinamento resistido, que é a musculação, e a parte cardiorrespiratória, além de não deixar de lado os alongamentos, que são importantes”, acrescenta.

Exemplo

Dentre os pacientes que a profissional orienta, destaca o caso de Raquel Braga, 80, que já tinha praticado atividades físicas antes, mas, devido à vida profissional, precisou interromper. Com o passar do tempo e o avançar da idade, Raquel passou a ter algumas limitações físicas, como andar e até mesmo para dormir.

“Quando voltamos com as atividades, a dona Raquel estava bem fragilizada, com alguns comprometimentos, com inchaços, mal estar e sem andar. Me deram 21 dias para que ela pudesse comemorar os 80 anos feliz, alegre e andando. Fomos de pouquinho em pouquinho, trabalhando dentro da limitação dela e conseguimos o objetivo”, relembra.

Melhoras significativas

Segundo Lilian, desde então, a dona Raquel só vem melhorando. Hoje, possui um condicionamento físico muito melhor e consegue realizar atividades que antes não praticava mais, como passear no shopping.

Exercícios melhoram o condicionamento físico (Foto: Raquel Miranda/GDC)

Dona Raquel relembra que, antes de voltar a fazer atividade física, teve um problema na coluna, o que a impossibilitou de andar. Frequentava o Parque do Idoso e fazia hidroginástica até 2006, quando parou com as atividades, recorda que nunca tinha sentido nada.

“Continuei trabalhando e acho que por isso não senti nada. Me aposentei, continuei trabalhando como voluntária por seis anos e depois parei, foi quando parei de andar. Um certo dia, fui tentar levantar, pela manhã, e não consegui”, recorda.

Conta que foi ao médico, achando que poderia ser algum problema renal, mas a indicação do profissional foi que precisava fazer atividade física. Com 21 dias de atividades, com o acompanhamento da Lilian, voltou a andar e pôde comemorar o aniversário de 80 anos com a família. Hoje, a atividade física faz parte de sua rotina.

“Hoje estou caminhando e fazendo exercício. Ainda tenho uma certa dificuldade de ficar em pé muito tempo, e tomo banho demorado. Então é uma grande vitória”, comemora.