Espetáculo ‘Saga do Calvário’ será apresentado no dia 17

A montagem, que conta a vida de Cristo, terá como tema e lema ‘Jesus, Sinal de Amor do Pai’ e ‘Cuidar da Casa Comum, Nossa Missão’, respectivamente

Manaus – Na próxima quarta-feira (17), o espetáculo ‘Saga do Calvário’ chega a sua 19ª edição e será apresentado na quadra da Escola Municipal José Wandemberg, na Rua Tocandira, 61, Japiim 1, zona sul da capital, a partir das 19h. A montagem, que conta a vida de Cristo – do nascimento à Ressurreição – terá como tema e lema ‘Jesus, Sinal de Amor do Pai’ e ‘Cuidar da Casa Comum, Nossa Missão’, respectivamente. A entrada é gratuita

De acordo com o padre Claudi Gonçalves da Silva, a temática deste ano aborda a situação atual do planeta e suscita uma espiritualidade capaz de contemplar a criação de forma integral, pois tudo esta interligado. “A ecologia integral é uma maneira de se compreender a responsabilidade pra com a ‘casa comum’, pois, todos são responsáveis pelo cuidado da criação, à semelhança de Deus criador que tudo fez e ‘viu que tudo era bom’. Cristãos e cristãs precisam unir fé e vida, na perspectiva do evangelho de Jesus Cristo, a fim de que ‘todos tenham vida e vida em abundância'”, explicou.

Cerca de 100 pessoas estão envolvidas nas equipes que organizam o espetáculo. Pastorais, movimentos e grupos de paroquianos são os ‘trabalhadores’ que dão ação aos serviços. O destaque fica por conta da juventude que, todos os anos, é maioria na produção. Nesta edição, estão unidas a Paróquia Santíssima Trindade e a Área Missionária Nossa Senhora do Rosário, vizinhas de localidade e administradas pelo mesmo pároco.

Local

O local foi escolhido para atender o conforto do público, além de prevenir ‘imprevistos’ com o clima. “Todos os anos recebemos convites para levarmos a encenação a locais diferentes. A ‘Saga do Calvário’ é tradicionalmente exibida na paróquia, mas precisamos fazer a tentativa de experimentar novos palcos. Quem sabe assim estaremos levando a história de Cristo para pessoas que ainda não conhecem?”, comenta o coordenador Sandro Almeida.

A estrutura conta com um telão de LED, iluminação, som e palco. Banheiros químicos e policiamento também se incluem no planejamento. Parte dos custos são arcados por doações e trabalhos comunitários como brechós, pedágios (os jovens vão para os sinais do bairro pedir colaboração dos motoristas no trânsito), cafés da manhã e vendas de guloseimas e rifas.