Dia da Mulher: Em Manaus, escritora lança livro ‘O que a vida me ensinou’

O livro começou a ser construído há dois anos; são 13 capítulos com uma linguagem clara e de fácil entendimento

Manaus – Uma programação especial marca o Dia Internacional da Mulher, em Manaus. Com o título “O que a vida me ensinou”, a escritora Marly Rebelo de Moraes lança o livro às 18h:57, nesta quarta-feira (8), no Salão Nobre do Palácio Rio Negro, Avenida Sete de Setembro, bairro Centro, zona sul da capital.

(Foto: Divulgação)

A escritora iniciou a carreira na área de Educação em 1970, como professora da rede pública de ensino do Estado do Amazonas. É bacharel em Direito e pós-graduada em Psicologia Jurídica.

Há dois anos, o livro começou a ser construído, no total são 13 capítulos, cada um deles com uma linguagem clara e de fácil entendimento. Uma viagem sobre assuntos que despertam curiosidades. Entre eles uma homenagem a Manaus, porta de entrada da Amazônia, o desenvolvimento ao longo das décadas de bairros tradicionais como Aparecida e Cachoeirinha. Há também momentos especiais com reflexões importantes sobre a valorização da família. Além de um capítulo todo dedicado a conexão com o divino: espiritualidade.

A data em homenagem ao Dia Internacional da Mulher foi escolhida estrategicamente. Uma forma de celebrar as nossas conquistas ao longo dos séculos. A autora agradece a todos que direta ou indiretamente fazem parte da história de vida dela.

“Todo mundo tem histórias para contar. Muitas delas narram trajetórias de lutas, limitações e superações. Situações assim servem de inspiração, portanto esta obra também é uma grande homenagem à vida”, destaca Marly

A jornalista Carla Castello Branco, filha da autora, trabalhou na organização e produção do livro. E afirma que as pessoas vão se identificar.

“Há relatos de memórias afetivas, inclusive por meio da metáfora do piano, ela fala das notas doces e saudosas que retratam as experiências de vida, e de uma maneira muito sensível também estimula os leitores para a realização dos sonhos como alimento da alma e do coração”, enfatiza Carla.

Anúncio