Forte chuva atrasa desfile das escolas de samba do grupo especial em Manaus

O evento que estava programado para iniciar às 20h, começou às 21h

Manaus -As oito escolas de samba do Grupo Especial iniciaram o desfilam na ‘Avenida do samba’, no Sambódromo, com uma hora de atraso. O evento que estava programado para iniciar a partir das 20h deste sábado (18), começou às 21h. As apresentações continuam com 70 minutos de duração para cada agremiação.

Carro Abre-alas Vila da Barra (Foto: Reprodução)

O evento faz parte do “Carnaval na Floresta”, que traz a diversidade e representatividade das festividades do povo amazonense.

Marcando as festividades do Sábado de Carnaval, a escola de samba Vila da Barra abriu os trabalhos com o enredo “Ratanabá: O segredo milenar da Amazônia”.

Em seguida, a Primos da Ilha, exibe a temática “D’Além mar, o Amazonas conquistou! José Azevedo, o legado do gajo sonhador” e a Andanças de Ciganos, logo depois com o tema “Não deixe o samba morrer, não deixe a cultura acabar, o povo cigano clama: ‘salve’ a cultura popular!”.

Dando continuidade, a Reino Unido da Liberdade traz como enredo uma homenagem a Zezinho Corrêa, com o tema “Bate forte o tambor, Furiosa! Eu quero é Tic, tic, tac! A Reino Unido abre as cortinas para Zezinho Corrêa”.

A Mocidade Independente de Aparecida apresenta o enredo “A Essência… A Seiva… A Fonte… Vitae”. E para fechar a noite, A Grande Família entra com o tema “Eirunepé: O Cordel Amazônico”, a Unidos do Alvorada com o enredo “Obu Manaó – O alvorecer da cura, sob as bênçãos do céu. Anauê, Samel!” e, encerrando a noite de desfiles, a Vitória Régia apresenta o enredo “A nossa especialidade é ser especial – Por um mundo mais acessível e humano”.

Anúncio