Exposição ‘Manaus 350’ celebra aniversário da cidade com imagens históricas da capital

A exposição, com curadoria, pesquisa e intervenção artística de Otoni Mesquita, retratará, em 75 imagens, pontos turísticos e históricos, além de visões particulares do artista sobre Manaus durante os séculos 18, 19 e 20

Manaus – Integrando a programação especial do aniversário de 350 anos de Manaus, a prefeitura estreará, nesta terça-feir (22), às 17h, a exposição ‘Manaus 350’, que reunirá obras do artista visual e historiador amazonense Otoni Mesquita. A mostra estará instalada no Complexo Turístico Ponta Negra, zona oeste da capital.

A exposição, com curadoria, pesquisa e intervenção artística de Otoni Mesquita, retratará, em 75 imagens, pontos turísticos e históricos, além de visões particulares do artista sobre Manaus durante os séculos 18, 19 e 20, proporcionando ao público, a possibilidade de rever lugares antes de suas transformações ao longo dos anos.

“Eu acredito que está exposição em grande parte é uma história afetiva sobre a cidade de Manaus. São recortes de uma cidade que muitos não conhecem, uma amostra de imagens dos séculos 18, 19 e 20.  Quis trazer o ponto de vista daquilo que não é tão visível hoje em dia, nesta cidade onde as imagens paralisaram no Século 21, sem grandes mudanças. É uma memória realmente de Manaus, recortes que trazem saudosismo, como os benjamins na Eduardo Ribeiro, o Parque do Mindu. Posso dizer que são imagens de outras Manaus, que desapareceram com o passar do tempo e a exposição possibilitará rever grande parte deles”, pontuou Otoni.

A exposição ficará no estacionamento do calçadão da Ponta Negra, próximo à feira de artesanato, por tempo indeterminado, e contará, também, com imagens do acervo da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom). A área em volta da exposição, com o mirante com vista ao Rio Negro, enaltece uma das principais inspirações do artista em algumas de suas obras.

“Parte das imagens escolhidas do meu acervo são gravuras e fotografias. Algumas eu descolori, colocando-as em preto e branco, e outras eu colorizei, dando um céu mais vivo, o céu de Manaus, que é contemporâneo, tem sua característica e que vai ser um elemento que vai aparecer com muita frequência nas obras”, ressaltou Mesquita.

A exposição do artista plástico Otoni Mesquinta (Foto: Divulgação)

 

Anúncio