Antes de internação, Paulo Gustavo fez campanha a favor da vacina contra Covid-19

Paulo Gustavo está internado por complicações da Covid-19 desde o dia 13 de março e, de acordo com novo boletim médico, registrou piora

Rio de Janeiro – Antes de se tornar mais uma vítima da Covid-19, Paulo Gustavo vinha fazendo diversas publicações na web e conversas com especialistas da saúde com informações sobre a doença. O ator, que também é um forte apoiador da vacina, usou as redes sociais para debater o assunto com os mais de 15 milhões de seguidores.

Dez dias antes de ser internado por conta da doença, o humorista repudiou as aglomerações que acarretaram aumento de casos e mortes pela pandemia. “Cadê a vacina, meu Deus? Se liga na aglomeração gente! Sair de casa apenas quem precisa trabalhar!”, escreveu ele.

Paulo Gustavo ao lado dos filhos Gael e Romeu

Em janeiro deste ano, já com a chegada da vacina em outros países, o ator falou sobre a importância do imunizante. “Agiliza a vacina aí, gente! A galera está morrendo, se liga! O mundo vacinando e o Brasil ficando pra trás! Que tristeza! Louco para tomar a vacina!”, escreveu ele em um outro post.

Ainda em maio de 2020, quando ainda não se sabia muito sobre a doença, o comediante fez uma live com a pneumologista Paula Werneck para entender o que era necessário ser feito para conter a proliferação do vírus. “Eu resolvi fazer essa live hoje para tirar dúvidas sobre esse momento em que a gente está vivendo. Nem todo mundo tem a oportunidade de conversar com uma pneumologista”, disse Paulo na transmissão.

A médica falou sobre a importância do uso de máscara, higienização básica das mãos e das roupas e tirou dúvidas sobre anticorpos e casos de reinfecção, que ainda não tinham sido confirmados.

Estado de saúde do ator

De acordo com o último boletim emitido pela assessoria de imprensa de Paulo Gustavo, o comedianteregistrou piora e segue fazendo uso do tratamento de ECMO. Confira a nota na íntegra:

Internado desde 13 de Março, no Rio de Janeiro, com quadro de COVID-19, Paulo Gustavo segue em terapia intensiva e apresenta sinais de gravidade.

As diversas complicações pulmonares já demandaram procedimentos invasivos como broncoscopias, pleuroscopias e colocação de dispositivos intrapulmonares.

Hoje, a equipe médica esclarece que:

“Às fístulas bronco-pleurais identificadas e tratadas somaram-se a complicações hemorrágicas, mas que vêm respondendo, de certa forma satisfatória, à reposição dos fatores da coagulação deficitários. A situação clínica do paciente é crítica e todos os profissionais têm se empenhado incessantemente pela sua recuperação. Todos os equipamentos necessários para o suporte da vida, como a ventilação mecânica e a ECMO continuam sendo necessários.”

A família do ator agradece todo o carinho e orações e pede que continuem a enviar boas energias para a recuperação de todos os que se encontram na luta contra o vírus.

Anúncio