Ator Sérgio Mamberti morre aos 82 anos em SP

Artista veterano estava internado desde o dia 25 de agosto por conta de uma infecção nos pulmões e problemas renais

São Paulo – O ator Sérgio Mamberti morreu aos 82 anos, nesta sexta-feira (3), em São Paulo. O artista estava internado desde o último dia 25 de agosto, em um hospital da rede Prevent Senior, por conta de uma infecção nos pulmões e problemas renais.

A informação foi divulgada por um dos filhos do artista Fabrício Mamberti, que agradeceu pelo período que passou ao lado do pai. “Pai! Missão cumprida! Descanse em paz! Obrigado por tantos momentos de amor, conhecimento e felicidade! Te amo muito!”, escreveu em seu perfil no Instagram.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Fabricio Mamberti (@fabriciomamberti)

O diretor deu entrada no hospital no último dia 25 de agosto. Assim que chegou na unidade, ele foi submetido a uma série de exames, incluindo o de covid-19. A infecção pelo novo coronavírus, no entanto, foi descartada pela equipe médica.

Em julho desde ano, o ator ficou internado 19 dias por conta de uma pneumonia. À época, o eterno doutor Victor de Castelo Rá-Tim-Bum enfrentou problemas pulmonares por conta de mudanças bruscas na temperatura da capital paulista.

Sérgio Mamberti nasceu em 1939, em Santos, litoral de São Paulo. O dramaturgo formou-se em artes cênicas pela USP (Universidade de São Paulo). A estreia no teatro foi em Antígone América, peça produzida por Ruth Escobar e dirigida por Antônio Abujamra, em 1963.

O ator, que fez parte do grupo teatral Decisão, venceu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo como melhor ator coadjuvante, com a montagem O Balcão de Jean Genet. A montagem contava ainda com grandes nomes como Abumjara, Plínio Marcos e Glauce Rocha.

Um dos períodos de maior atividade no teatro aconteceu ao longo dos anos 1970. Ao longo da década, Mamberti participou de várias peças na capital paulista, ao lado de artistas como Paulo José, morto em agosto após anos lutando contra problemas de saúde.

Sérgio Mamberti também participou ativamente da vida política brasileira e chegou a ocupar diversos cargos no extinto Ministério da Cultura.

Ao longo da carreira, Sérgio participou de quase 50 filmes. Entre os trabalhos de destaque no cinema estão: O Bandido da Luz Vermelha (1966), O Homem do Pau-brasil (1982), A Dama do Cine Shanghai (1986), Romance (1988), O Homem Que Desafiou o Diabo (2007), Aconteceu no Bixiga (2012).

O diretor também colecionou importantes trabalhos na televisão. As Pupilas do Senhor Reitor (1970), Brilhante (1981), Dona Beija (1986), Vale Tudo (1988), Pantanal (1990), Castelo Rá-Tim-Bum (1994), O Clone (2001) e Flor do Caribe (2013). O último papel na TV foi em Eu, Ela e um Milhão de Seguidores (2007), no MultiShow.

Um dos maiores sucessos foi o personagem Dr. Victor Astrobaldo Stradivarius Victorius I, na série infantil Castelo Rá-Tim-Bum (TV Cultura). A produção, que foi produzida entre os anos de 1994 e 1997, contou com 90 episódios e mais um especial. A série se transformou em um fenômeno e um dos mais importantes marcos da história da TV.

Anúncio