Briga entre sertanejo e casal de funkeiros vai parar nas redes sociais; entenda

O sertanejo teria cancelado uma parceria com a cantora, porque ela falou com o produtor dele em vez de priorizar o contato direto

Rio de Janeiro- A briga envolvendo Tierry, Tays Reis e Biel começou após o sertanejo cancelar uma parceria que faria com a cantora, por supostamente ter ficado incomodado por ela falar diretamente com o produtor dele, Cabrebra, em vez de priorizar o contato direto.

(Foto: Reprodução/ Instagram)

Tays explicou que foi o próprio produtor de Tierry que teria pedido o seu contato pelas redes sociais, porém, o sertanejo sentiu que ela estaria o “atravessando” ao falar direto com o profissional.

“A pessoa romper com alguém que estava se dedicando, porque ela foi falar com o produtor, que nem é fixo dele, é uma pessoa que produz para todo mundo. Por que eu não poderia produzir com essa pessoa? Me diga se isso não é ego”, disse a mulher de Biel. “Sou fã do profissionalismo [do Tierry], mas a pessoa me decepcionou”, completou.

Biel, então, entrou na briga e publicou print de uma conversa entre ele e o sertanejo, em 17 de outubro – dias antes da festa de Rodrigo Faro, em que teria ocorrido um desentendimento entre os dois.

O funkeiro mandou um áudio para Tierry, o questionando sobre a decisão de romper a parceria com Tays. “Fala, gato. Rapaz, o que é isso aí? Vai jogar um ano de trabalho fora, falar que a Tays está te atravessando? Que maldade é essa que você tem no coração, que ela não tem? Que absurdo. De homem para homem, ela estava com tudo engatilhado, largou tudo para te esperar”, disse.

“Por um ego desse agora. O Cabrera [produtor do Tierry] chamou ela, disponibilizou o estúdio dele para eles trabalharem em cima dos fonogramas seus, das composições suas, mano. Que loucura que é essa?”, completou, confirmando a versão contada por Tays.

Tierry se defendeu das acusações do casal e disse que não gosta de se envolver em polêmicas, porém, afrimou que Biel teria “partido para cima” dele e gritado com sua mãe. “Para mim, os acordos seriam resolvidos dentro de uma sala. Mas eu vou me pronunciar, porque tá acontecendo uma injustiça muito grande. Infelizmente, eu vejo que a gratidão não é inerente. Dediquei o meu tempo, rede de contatos para participar […] em prol desse projeto. Isso me deixa muito magoado. Só quis somar na vida das pessoas e fui traído”, disse ele.

Anúncio