Cara Delevingne se pronuncia pela primeira vez após ser vista supostamente perturbada

No começo de setembro, a modelo foi a um aeroporto descabelada, descalça e com um comportamento estranho

Estados Unidos – Cara Delevingne se pronunciou pela primeira vez desde que foi vista em um estado perturbado no aeroporto de Los Angeles, nos Estados Unidos. Na tarde desta quarta-feira (21), a modelo compartilhou um tuíte da escritora Molly Knight, autora de um livro sobre saúde mental, e agradeceu a ela pelo apoio.

Cara Delevingne foi vista quando estaria em um estado perturbado. (Foto: Reprodução / Instagram)

“Obrigada por todo seu trabalho e apoio”, disse Cara. Molly demonstrou solidariedade à modelo e também contou uma situação que viveu com ela. A escritora disse que, durante a pandemia da Covid-19, a atriz doou um “cheque gordo” a uma ONG que distribui alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade e ajudou a organização a continuar trabalhando.

“Vejo que estão escrevendo sobre ela nos tabloides como se os amigos estivessem constantemente preocupados com a saúde mental dela. Ela já se abriu sobre seus problemas de saúde mental no passado. Cara Delevingne, nós te amamos. Você é muito amada, valorizada e respeitada por pessoas que nunca conheceu. Te desejo tudo de melhor. Fique conosco, você é uma luz nesse mundo. Te amamos”, completou a escritora.

Segundo os tabloides, Cara tem deixado fãs e familiares preocupados com a saúde mental dela. No começo do mês, a modelo apareceu com um visual desarrumado, usando apenas meias, e com um comportamento classificado de “perturbado” em um aeroporto de Los Angeles. A suspeita é que estivesse drogada ou bêbada.

Depois disso, a atriz e modelo deixou de comparecer a compromissos profissionais. O lançamento de sua coleção de moda em homenagem ao falecido estilista Karl Lagerfeld aconteceu no último dia 12 sem a presença dela.

Cara Delevingne também foi flagrada enquanto fumava um cachimbo dentro de um carro, o que fortaleceu as suspeitas de que ela possa estar com problemas de dependência química. A modelo já disse que chegou a usar drogas quando começou a carreira, mas garantiu que não chegou a se viciar ou entrar em um estado preocupante.

Anúncio