Carlinhos Mendigo pede perdão à mãe de Eliza Samudio por frase polêmica

Em janeiro de 2020, o humorista disse em uma rede social: “(a) cada dia que passa, mais eu entendo o goleiro Bruno”

São Paulo – Carlos Alberto da Silva, conhecido como Carlinhos Mendigo, pediu perdão à mãe de Eliza Samudio mais de dois anos depois de ter dito em uma rede social “(a) cada dia que passa, mais eu entendo o goleiro Bruno”. O pedido de desculpas foi feito durante uma entrevista do humorista, que fazia parte do extinto programa Pânico na TV, ao podcast Focus 23, que foi ao ar nesta quinta-feira (22).

Carlinhos Mendigo durante entrevista ao podcast “Focus 23”. (Foto: Reprodução)

Depois de ser questionado por Jaime Marcelo se ele se arrepende de algo que falou e tentar justificar a declaração citando o contexto em que ela foi dada, Carlinhos disse: “Perdão, viu, dona Sônia. É que eu estou em uma guerra que eu dei um tiro e espirrou aí sem querer, e eu não tinha pensado que podia espirrar.”

A declaração foi dada em janeiro de 2020, quando o humorista reclamava de não conseguir ver o filho. Na época, ele foi à casa da ex-mulher, Aline Hauck, com uma ordem judicial para buscar o menino, mas não conseguiu fazer isso.

Carlinhos está foragido da Justiça desde o começo deste ano. Ele teve a prisão decretada pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) por dívida de mais de R$ 90 mil em pensão alimentícia.

O crime do goleiro Bruno

Em março de 2013, o goleiro Bruno foi condenado a 22 anos e 3 meses de prisão pelo homicídio, sequestro e cárcere privado de Eliza Samudio, com quem teve um filho. A criança vive sob os cuidados da avó, Sônia, desde aquela época.

Anúncio