Éder Militão abre novo processo contra Karoline Lima em nome da filha dos dois

O jogador quer que a influenciadora seja proibida de falar sobre ele publicamente e pare de expor a filha

São Paulo – Éder Militão, 26, entrou com um novo processo contra Karoline Lima, 28, dessa vez incluindo a filha dos dois, Cecília, de apenas 1 ano, como autora do processo contra a própria mãe.

(Foto: Reprodução Instagram @karolinel)

O jogador do Real Madrid e da Seleção brasileira quer que a influenciadora seja proibida de falar sobre ele publicamente. Além disso, o atleta também quer que Karoline deixe de compartilhar fotos ou vídeos da criança.

No processo, também consta o pagamento de uma multa de R$ 20 mil caso Karoline descumpra a possível decisão. As informações foram publicada pela página Gossip do Dia.

Ao incluir o nome de Cecília como autora do processo, o jogador argumenta que a criança também é afetada pelas publicações feitas pela mãe nas redes sociais.

A defesa de Militão disse que não poder dar mais detalhes sobre o processo, já que se encontra em segredo de Justiça. A defesa de Karoline informou que ainda não recebeu nenhuma citação sobre o caso.

Em junho deste ano, o jogador já tinha aberto um processo contra a ex para impedir que ela o criticasse publicamente. O pedido liminar foi negado pela 5ª Vara Cível de São Paulo, que entendeu que a proibição sob Karoline configuraria censura prévia.

Militão e Karoline têm a guarda compartilhada da filha, neste caso, segundo advogados, o atleta pode abrir um processo em nome da filha sem a autorização da influenciadora, pois se trata de uma ação contra a própria.

Anúncio