‘Ela é a minha kryptonita’, afirma Klebber Toledo sobre Camila Queiroz

Ator falou sobre a relação com a mulher, a falsa imagem que as pessoas têm dele e a vontade de se dedicar a projetos sociais em entrevista para a revista ‘GQ Brasil’

Manaus – Klebber Toledo é a capa da revista ‘GQ Brasil’ de agosto, que chega às bancas, nesta sexta-feira (2). O ator encarna uma versão Super-Homem – seu personagem favorito do universo dos HQs – para as lentes de Pedro Dimitrow. Prestes a completar Bodas de Papel (um ano de casado) com a também atriz, Camila Queiroz, Toledo é só elogios para a amada. “Ela é a minha kryptonita. Minha família também. A única coisa que me derrubaria é se acontecesse algo com eles”, afirma o ator. Ele conta que os dois brigam pouco, mas não conseguem dormir de cara virada um para o outro.

Na entrevista exclusiva à publicação, Toledo conta como se sente em relação à imagem que as pessoas criaram dele, que vai contra seu eu do cotidiano. “Fazem uma ideia superficial de mim. Me olham e pensam que sou vaidoso, que malho. Estou com o corpo em ordem? Porque gosto de esporte”, comenta, falando que o título de galã não é algo que tem a reclamar. “Este rótulo me fortalece. Mas quero quebrá-lo e venho conseguindo fazer isso, o que tem me dado muito prazer”, salienta.

“A arte me deu mais ferramentas para cuidar da natureza, algo que sempre quis fazer”, conta o ator, cujas outras preocupações estão o desmatamento e a questão indígena. “As pessoas esperam que o outro faça algo. Eu não. Estou andando na rua e vendo muito lixo jogado. Não é meu, mas acabo pegando”, pontua.

As preocupações com o próximo e disciplina vêm da adolescência – período em que o ator tentou ser jogador de vôlei profissional. “Tenho saudade da sensação de marcar o ponto, sabe? Mas naquela época passei fome demais”, relembra o ator-atleta, que chegou a enfrentar o atual levantador da seleção brasileira, Bruninho.

O ator Klebber Toledo é a capa da revista ‘GQ Brasil’ (Foto: Pedro Dimitrow/Divulgação)

 

Anúncio