Harry e Meghan Markle deixam oficialmente a família real britânica

O Palácio de Buckingham afirmou que o casal informou a rainha que vão continuar a viver sem os privilégios e títulos reais

Grã-Bretanha –  O Palácio de Buckingham anunciou nesta sexta-feira (19) que príncipe Harry e Meghan Markle deixaram definitivamente a família real britânica, dizendo à rainha Elizabeth que não voltarão como membros ativos da monarquia.

Harry e Meghan chocaram a monarquia em janeiro de 2020, anunciando repentinamente que estavam se separando da família e embarcando em um novo futuro sem seus privilégios reais – uma das saídas reais mais extraordinárias em décadas.

“O duque e a duquesa de Sussex confirmaram a Sua Majestade, a Rainha, que não retornarão como membros trabalhadores da Família Real”, disse o palácio. “Enquanto todos estão tristes por sua decisão, o duque e a duquesa continuam sendo membros muito queridos da família.”

Harry e Meghan Markle deixam oficialmente a família real britânica (Foto: Divulgação)

O casal, que disse que permaneceria comprometida com seu serviço à Grã-Bretanha, quebrará o silêncio sobre a divisão real em uma entrevista com Oprah Winfrey no próximo mês. A decisão de fazer tal divisão equivale à abdicação da família real, cujos membros mais antigos, como a rainha, há muito priorizam o dever e o serviço acima dos desejos pessoais.

“A Rainha escreveu confirmando que ao se afastar do trabalho da família real não é possível continuar com as responsabilidades e deveres inerentes a uma vida de serviço público”, disse o Palácio.

Sob um acordo negociado pela rainha no ano passado, o casal conseguiu sua liberdade dos deveres reais, mas teve que concordar em não usar a palavra “real” em sua marca e uma revisão de 12 meses foi acordada. A Rainha Elizabeth, cujo marido de 99 anos está atualmente hospitalizado em Londres, adotou uma linha firme.

Os dois perderão suas associações com The Royal Marines, RAF Honington, Royal Navy Small Ships and Diving, bem como com The Queen’s Commonwealth Trust, The Rugby Football Union, The Rugby Football League e The Royal National Theatre.

Anúncio