Inquérito policial inocenta ex-BBB Felipe Prior de acusações de estupro

“Pelo o que apurei e pelas provas que levantei, não achei tratar-se de caso que fere o artigo 213 do Código Penal”, afirmou a delegada do caso

São Paulo – O inquérito policial da 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de São Paulo, que investigava as denúncias de estupro contra o ex-BBB Felipe Prior, concluiu que o arquiteto é inocente e ele não foi indiciado pelos crimes. Ele foi acusado por três mulheres de ter cometido dois estupros e uma tentativa de estupro.

(Foto: Divulgação/Globo)

De acordo com a revista Veja, no despacho de doze páginas do processo, a delegada responsável pelo caso entendeu que não havia provas para indiciar o arquiteto. “Minha investigação está encerrada, isso não quer dizer que o Ministério Público não possa levar o caso adiante. Pelo o que apurei e pelas provas que levantei, não achei tratar-se de caso que fere o artigo 213 do Código Penal”, afirmou a delegada Maria Valéria Pereira Novaes.

Além de Felipe Prior, todas as supostas vítimas e 11 testemunhas foram ouvidas. O relatório da polícia foi encaminhado para o juiz do caso que dará vistas ao Ministério Público decidirá se irá arquivar ou não o inquérito.

Anúncio