Karina Bacchi critica Ewbank em caso de racismo: ‘não acredito que a defesa esteja em bater’

A ex-mulher de Amaury Nunes disse que Giovanna errou em xingar a mulher racista

São Paulo – Karina Bacchi, durante o podcast Positivamente da última quarta-feira (11), criticou a atitude de Giovanna Ewbank no episódio em que ela defendeu os filhos, Titi e Bless, de um ataque racista em viagem para Portugal.

blank

(Foto: Reprodução/Instagram)

A ex-mulher de Amaury Nunes disse que Giovanna errou em xingar a mulher racista e que esse não seria um bom exemplo a ser seguido.

“Parece que os filhos sofreram preconceito e tal. Ela para defender os filhos, xingou muito aquela pessoa, cuspiu, bateu e todo mundo a favor. ‘Poxa, que máximo! Ela fez é pouco. Uma mãe leoa faz isso, tem que fazer isso para defender o filho”, começou.

Karina, então, disse que concorda que as pessoas devem defender os filhos, mas não acredita que a defesa esteja em cuspir, xingar, bater ou agredir alguém:

“Eu acho que a gente tem que defender os nossos filhos, mas que exemplo a gente também está dando em nossas reações, em reagir?”, completou.

 

Anúncio