Luva de Pedreiro deixa de vestir camisas dos times que mais gosta

Por contrato, influenciador Iran Ferreira só poderá aparecer publicamente com uniformes das equipes dos patrocinadores

Rio de Janeiro – Quem acompanha as publicações de Luva de Pedreiro já o viu com camisas da seleção brasileira, do Paris Saint-Germain, do Palmeiras, do Vasco. No entanto, o influenciador só aparece com os uniformes de times que vestem a marca Adidas.

(Foto: Reprodução/Adidas)

O motivo é uma cláusula no contrato que Iran Ferreira, nome do criador de conteúdo com mais de 17 milhões de seguidores no Instagram, assinou com a empresa alemã. A exclusividade o limita a vestir uniformes de times como São Paulo e Juventus, dois dos quais já apareceu desde a assinatura do acordo. PSG (Air Jordan), do ídolo Neymar, ou Vasco (Kappa), time do coração, ou ainda a seleção brasileira (Nike) vão ficar para uma outra oportunidade.

As bases do contrato com a Adidas não são conhecidas. A duração é de 18 meses e deve incluir uma viagem ao Catar, durante a Copa 2022. A marca também é patrocinadora do mundial e tem no argentino Lionel Messi um de seus maiores expoentes.

O próprio Luva de Pedreiro chamou a relação de “contrato da vida” e até desenhou as três listras no corte de cabelo. A exclusividade de roupas e acessórios é prevista nos contratos de atletas e artistas, como nos casos do ex-jogador Adriano Imperador e do rapper Emicida.

Nas redes sociais, Luva agradeceu a oportunidade com alguns dos seus bordões mais conhecidos. “O melhor do mundo agora é três listras. Receba. Simplesmente inigualável, inimitável e magnífico. Não tem jeito”, disse. Esse é o primeiro contado do influenciador sob a supervisão de Falcão e sua agência F.12. Junto com o pai e a mãe, Iran se mudou para uma mansão alugada pelo ex-jogador de futsal, em Cabo de Santo Agostinho (PE).

Anúncio