Mani Rêgo, mulher de Davi, desabafa sobre ataques na web: ‘A idade não define’

Em vídeo, a empresária de 42 anos, relatou alguns ataques que sofreu nos últimos dias por ter um relacionamento com o brother

Bahia- Mani Rêgo, mulher do motorista de aplicativo Davi Brito, que está no BBB 24, fez um desabafo sobre o preconceito que vem sofrendo devido à sua idade. Em um vídeo para a Defensoria Pública da Bahia, a empresária de 42 anos, relatou alguns ataques que sofreu nos últimos dias por ter um relacionamento com o brother, de 21 anos.

(Foto: Reprodução/ Instagram)

“Que as pessoas entendam que as mulheres já lutaram tanto para adquirir os seus direitos, todo dia lutamos para não sermos mortas, pra não sermos ofendidas na rua… A gente ainda tem que provar pro mundo que estar com um homem mais novo é normal (…) A idade não define ninguém, o que define é o caráter. A sociedade cobra muito das mulheres, se fosse um homem mais velho com uma mulher mais jovem, não teria tanta repercussão e nem seria atacado desta forma. Por que uma mulher não pode estar com um homem mais jovem? Porque não?”, disse Mani.

Mani relatou ainda que todo o preconceito e etarismo que vem sofrendo é retrato de uma sociedade ligada a ‘padrões’.

“Eu não sou só a mulher mais velha de Davi como muitas pessoas me rotulam por aí. O fato de você ser negra, pobre, tudo isso interfere. A classe social que você está também potencializa isso porque se eu fosse uma mulher branca, rica, as pessoas não estriam falando dessa forma. Escutar o tempo todo que você é velha, e outros preconceitos também, que está acima do peso, que tem que ter aquele padrão (de corpo)”, disse a baiana.

Na legenda da publicação, a Defensoria pontua que o caminho para a redução da desigualdade de gênero e longo.

“Isso apenas nos mostra como ainda temos um longo caminho a percorrer na nossa sociedade para redução da desigualdade de gênero. A idade não define beleza, inteligência ou valor das mulheres. Cada uma tem histórias para contar, conquistas para celebrar e contribuições para fazer, em todas as fases da vida. É hora de desafiar o etarismo e o machismo para construir um mundo mais justo e igualitário!”, escreveram.

Veja a publicação:

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Defensoria Pública da Bahia (@defensoriabahia)

Anúncio