Maria Lina reage após unfollow de Whindersson: ‘A vida é feita de ciclos’

A influenciadora disse nos Stories na última quarta (22) que todo mundo tem o direito de ser feliz e que a vida é feita de recomeços

São Paulo – Maria Lina se pronunciou nos Stories sobre o ex-noivo, Whindersson Nunes, ter dado unfollow nela, logo após postar uma foto com a nova affair. Ela disse nos Stories na última quarta-feira (22) que todo mundo tem o direito de ser feliz e que a vida é feita de recomeços.

Maria Lina disse que a vida é feita de recomeços e que todo mundo merece ser feliz. (Foto: Reprodução / Instagram)

“Esperei a poeira abaixar um pouco para falar sobre. Todo mundo tem direito de ser feliz, de seguir sua vida, de recomeçar, quanto vezes for necessário, porque a vida é isso, feita de ciclos. Eu tenho direito de procurar minha felicidade, ele também tem direito. Eu não sou a favor de ataques a ninguém. Eu fui vítima disso por muito tempo, inclusive de um assunto que me dava muitos gatilhos”, disse nos Stories.

Ela ainda agradeceu aos fãs por todo o carinho e disse que o Whindersson está cercado de pessoas que ela ama: “Sempre vou ter os irmãos dele no meu coração, são pessoas que eu amo, os amigos dele também sempre me respeitaram muito e eu sempre os respeitei muit”.

“E também recomecei daqui. A Maria está trabalhando, viajando, focada nas empresas, está se cuidando, se amando, está muito feliz. Estou cercada de pessoas que eu amo também. Tem pessoas na minha vida que vocês ainda não foram apresentados mas vocês serão. E é isso, está todo mundo feliz e todo mundo tem direito de ser feliz”, completou.

Os internautas não deixaram de comentar sobre o ocorrido. “Whindersson perdeu uma mulher incrível”, disse uma pessoa. “Ela é tão linda e tão do bem, não merecia passar por isso”, comentou outra. “Desnecessário esse unfollow do Whindersson, uma pessoa que foi tão importante na vida dele”, falou mais uma.

Maria está solteira desde o fim do noivado com Whindersson, em agosto de 2021. Juntos, eles tiveram um filho, João Miguel, mas o bebê morreu dias depois do parto prematuro.

Anúncio