Neto de Robert De Niro morreu de overdose acidental, diz site

Leandro De Niro foi encontrado morto aos 19 anos no começo de julho, no apartamento onde morava

Estados Unidos- Leandro De Niro Rodriguez, neto de Robert De Niro, que foi encontrado morto aos 19 anos no começo de julho, morreu de overdose acidental, segundo o Gabinete do Médico Legista-Chefe de Nova York. A informação foi dada pelo site TMZ, que divulgou que foram encontrados seis tipos de droga no sangue do jovem.

(Foto: Reprodução/ Instagram)

De acordo com o gabinete, Leandro morreu por causa dos efeitos tóxicos da cocaína, bromazolam, alprazolam, 7-aminoclonazepam e cetamina.

A hipótese de que o neto de Robert De Niro teria morrido de overdose foi levantada logo no momento em que o corpo do jovem foi encontrado no apartamento onde morava, em Nova York. Ele estava ao lado de um pó branco e de objetos utilizados para o uso de drogas.

Na ocasião, Drena De Niro confirmou a informação: “Alguém vendeu pílulas com fentanil para ele, mesmo sabendo que estavam misturadas”, escreveu. A substância é um opioide sintético indicado para o tratamento de dores intensas. De acordo com a DEA (Drug Enforcement Administration), o fentanil é a principal causa da morte de americanos com menos de 50 anos.

Alguns dias após a morte, Haley Marks, de 20 anos, foi presa sob a acusação de vender drogas a Leandro. Segundo o jornal The New York Post, a suspeita seria uma traficante conhecida pelo apelido de princesa do percoceto, um medicamento opioide usado para o alívio de fortes dores.

Anúncio